AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

ARC XIII e as cartas de barái!



Observando atentamente o sistema e a utilização dos dados, percebi que estava insatisfeito. E muito.

Basicamente, era necessário jogar dois dados de seis lados (2d6) e conseguir um resultado menor ou igual ao proposto pelo desafio. Não havia muito o que fazer até então, a não ser criar novos Personagens com o sistema de criação adotado e partir para os testes. Foi ai que a merda começou a feder.

Um destes Personagens recém criados, que não irei divulgar para evitar merda, possuia a incrível marca de 10 em Acerto, o que tornava a Esquiva de qualquer um obsoleta. Não importava o que eu fazia, conceder bônus ou nerfar esse Personagem específico, nada ficava equilibrado.

Eu estava perto de desistir, quando, após uma rápida olhada nos meus arquivos de RPG, vi o tímido e subestimado Microlite20. "Taí! Vou usar esse safado agora!", pensei. Após converter alguns números, comecei os testes e tudo correu bem. Provavelmente, por causa do d20, minha alegria com o ARC voltou.

Estive tão perto de desistir com o coitado que foi só com a intervenção de um simples d20 que tudo ficou bem outra vez.

Ah é, as cartas. Vou pensar nisso ainda. Muitas gente tem preconceito com o d20, e eu quero deixar o ARC XIII o mais legal possível (mesmo que só consiga emular um Gênero).





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.