AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Paraíso de Oito Lados - Cap 1

-Terra, Norden, Blanc, Noire, Peqenin, Vaisravna, Buddha e Judhas. Vocês serão os líderes de suas tribos.

Todos observaram a figura envolta em luz com um misto de fascínio e medo, ao mesmo tempo que se perguntavam o por que destes indivíduos terem sido escolhidos. Oito pessoas que nem mesmo haviam chegado a fase adulta acabaram de se tornar líderes de raças inteiras.

-Por que eu? - perguntou a pequena Blanc - Outros elfos são melhores que eu!

-Agora vocês não entenderão minha decisão, mas, no futuro, seu trabalho e esforço renderá frutos, sejam podres ou suculentos.

-Quem é que fala suculento? - Peqenin fala baixinho.

-E quem seria você? - Terra deu um passo a frente.

-Eu sou o Deus de Erthys, Arturius. Não posso mentir para vocês: cometi um grave erro. E esse mesmo erro virá em breve para devastar o planeta que chamamos de lar. Meu coração pesa em pedir isso, mas quero que matem meus filhos, antes que eles destruam todos nós.

-Não consigo compreender; seu erro foi ter filhos? - Terra havia se aproximado mais da figura.

-E quando eles virão? -Buddha ergue sua garrafa de sake em direção á figura.

-Judhas não vai durar nesse embate! Um fracote será o primeiro a morrer! - grita Norden.

-Pense antes de falar merda, Norden. - Judhas toma uma postura agressiva - Acho que o trabalho em equipe funcionaria se todos os membros estivessem vivos.

-E sóbrios. - Peqenin olha para Buddha.

-Não faz diferença para mim. - diz Vaisravna .

As oito pessoas, que até então só se conheciam de nome ou parentesco, se viram no mesmo barco. Não havia como contestar o Deus que todos reverenciavam fielmente e que aparecera á sua frente, em público.

O primeiro ciclo começou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.