AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

[Ficha] Yam

Yam, 8 pontos (por Keitaro)
"Mãe, eu gosto do jeito que estou. Não preciso crescer."


(falta imagem) 
(O personagem é o meninozinho, as sombras, os olhos e sorrisos macabros, e até mesmo a porta! É o Pride de FMA, acho.)

Música-Tema: Demetori ~ Necrofantasia.

Yam deveria ter nascido de um parto normal, de alguma das inúmeras raças presentes em Gensokyou. Isso não foi o que aconteceu, porém. Foi em uma noite; em um ponto esquecido do céu, a escuridão pareceu tomar uma forma incomum, diferente do simples vazio que costuma ser. Afinal, a escuridão do céu não é algo tocável; é apenas a ausência de luz do sol. Mas não aquele dia. A escuridão tomou forma muito parecida com uma espécie de líquido, que foi gotejando... até que uma figura maior, do tamanho de uma criança de seis anos, se formou. Ficou flutuando, no céu, dentro de uma abóboda de trevas, um ovo simetricamente redondo.

Dentro, surgia Yam. Talvez aquilo já houvesse acontecido antes; um pedaço de um elemento presente no universo tomava consciência própria. Isso talvez fosse comum com alguns tipos de youkai, ou quem sabe deuses; mas, principalmente neste último caso, deveria haver um motivo. A fé, por exemplo, criava os deuses e dava a eles os seus poderes. Yam apenas foi concebido do nada. A cada segundo, ele sentia a abóbada negra pulsar, como se fosse seu coração. Mas que besteira pensar nisso; Yam já tinha consciência suficiente, em alguns momentos, para notar que não tinha coração. Depois de algum tempo, que pode ter sido minutos, dias ou meses, a abóbada se dissolveu. O jovem caiu no chão, deformando todo o seu corpo humanoide. Alguns momentos e já estava completamente normal; a escuridão tratava de se consertar sozinha. Não sentia fome, cansaço, ou sede. Na verdade, não sentia quase nada. Seus sentidos funcionavam normalmente, mas sua visão parecia um pouco limitada: ele enxergava apenas em preto, branco e cinza.

Embora soubesse, nessa época, se comunicar "consigo mesmo" pelos pensamentos, Yam precisou aprender a língua padrão por si só. Para isso, passou a visitar vários vilarejos e passou a observar seus moradores conversando. Semelhantemente a um bebê, aprendeu bem rápido. Para observar ele se camuflava das mais variadas coisas: jarros, animais de estimação, elementos do ambiente. Mesmo no caso de coisas inanimadas, no entanto, o rapaz chamava atenção por seu perfeccionismo, algo que compensava sua pouca variação de cores, já que só podia enxergar em tons de cinza. Foi nessas idas e vindas que Yam foi moldando sua personalidade e estilo de vida. Entendia que era feito de trevas, e tinha a sensação de que havia sido criado por alguém. A partir de certo momento, inclusive, passou a ver uma mulher alta, que nunca falava mas sempre sorria para ele. Yam passou a chamá-la de mãe. Não sabia ele, no entanto, que a visão era uma simples auto-sugestão...

Ao envelhecer, Yam percebeu que tinha poder para ser um bom guerreiro. Talvez tivesse perdido muito tempo até concluir isso. Moldando as trevas em si, era capaz de criar as mais variadas armas de combate corporal, especializando-se neste. Também era capaz de criar escudos e quaisquer outras coisas que pudesse imaginar. Com o tempo, provavelmente ele se tornaria um guerreiro incrível. Apenas uma coisa o assustava: não sabia quanto tempo teria. Sem mãe nem ninguém que dissesse a ele o que ele era, e um pouco desconfiado de sair dizendo aos outros que era feito de escuridão, o jovem acreditava viver uma vida bomba-relógio: qualquer dia ele poderia simplesmente morrer. Ledo engano...

Vivenciando várias atrocidades dentre aqueles que, assim como ele, pareciam controlar pelo menos parte da escuridão através de magia e outros métodos, Yam decidiu que seria diferente. Sempre fora neutro, apenas um curioso, e não sentia prazer em atrocidades. Na realidade, era difícil definir o que o fazia sentir prazer. Desta forma, decidiu que seria uma exceção; seria um ser de escuridão viajante que faria, ao menos parcialmente, o bem. Sua natureza negra o impedia de ser 100% bom. Ele conseguia, pelo menos, praticar a gratidão e a redenção, mas torcia para que não levassem isso em consideração, por seu lado de trevas...

F1, H2, R2, A2, PdF0, 10 PVs, 10 PMs.

Kits Guerreiro e Mestre de Iaijutsu (1 ponto):
Yam nunca treinou especificamente para possuir um padrão de combate. No entanto, como ele pode moldar o corpo em quase qualquer forma, instintivamente passou a preferir o tipo de combate corporal. Possui proteção medianamente pesada e seus ataques são bastante rápidos, o que o faz mudar a forma dos ataques frequentemente.

Nanomorfo (3 pontos): uma vez que Yam é constituído de trevas líquida, ele pode ser comparado a uma espécie de construto orgânico feito de material "auto-conservativo". Assim, Yam tem as seguintes características:

Imunidades de Construto. Yam não precisa dormir, comer ou beber. É imune a todos os venenos, doenças, magias que afetam a mente (geralmente magia das escola Elemental (espírito) e quaisquer outras que só funcionem contra criaturas vivas.

Doppleganger. Por sua facilidade em mudar de forma e tons, Yam pode assumir a aparência de qualquer pessoa ou objeto que tenha mais ou menos o seu próprio tamanho (mas não pode copiar sua memória ou poderes especiais.)

Adaptador. Yam pode modelar com seu corpo qualquer tipo de instrumento ou arma simples, como clavas, lâminas e peças pontiagudas. Para ataques baseados em Força, ele pode causar dano por esmagamento, corte ou perfuração, à sua escolha.

Membros Elásticos. Yam pode alongar seu corpo ou desfazer parte dele para gerar tentáculos de trevas (que normalmente mostram olhos e bocas macabras!) para atingir alvos distantes.

Bônus em Perícias. Yam pode criar ferramentas e instrumentos diversos com o corpo. Por isso, recebe um bônus de +2 em testes de Habilidade ligados a Crime e Máquinas.

Regeneração. Yam não pode ser consertado como normalmente um construto precisaria, mas regenera 1 Ponto de Vida por rodada. Caso chegue a 0 PVs, leva 1dx10 minutos para recuperar 1 PV e então volta a regenerar normalmente. As únicas formas de relmente detê-lo são através de prisão (cativeiro, paralisia, congelamento...), dano contínuo (como ser mergulhado em um tanque de ácido ou similar) ou Colapso Total (caso receba dano igual a dez vezes seus Pontos de Vida atuais ou no mínimo sua Rx10, de uma só vez, ).

Aptidão para Separação. Caso um dia resolva comprar Separação, Yam pagará apenas 1 ponto.

Ataque Especial (F) (1 ponto): em alguns momentos, Yam opta por, ao invés de simplesmente moldar suas trevas na forma de armas ou aparatos, golpear com uma versão energética destas, em geral com algum traço meio esquisito (olhos e sorrisos são o mais comum). A arma energética é mais poderosa: custa 1 PM e confere F+2.

Código de Honra (da Gratidão e da Redenção) (–2 pontos): Yam tem uma conduta um pouco deturpada em relação ao ela deveria ser; sendo um ser das trevas, ele se diferencia por não ser ruim. Seus códigos de honra não o fazem exatamente bom, apenas um neutro próximo a justo. Ele sempre retorna favores quando os recebe e tenta poupar eventuais inimigos, se não for provocado.

Crítico Aprimorado (kit Guerreiro, 0 pontos): fazendo as trevas em si ferverem no momento em que ataca, Yam consegue penetrar nas defesas do inimigo e verir sua própria força de vontade. Ele gasta 2 PMs para ter ataque crítico automático, e pode fazê-lo H vezes ao dia.

Iaijutsu (kit Mestre de Iaijutsu, 0 pontos): no começo de cada combate, Yam consegue condensar sua escuridão ofensiva na forma de um ataque muito mais poderoso que o comum. Normalmente várias armas saem de seu corpo, projetando-se de várias formas diferentes e com velocidade acima do seu padrão. O seu primeiro ataque em um combate tem sempre F+3, mas apenas o primeiro ataque. Depois deste, fica difícil recondensar as energias.

Insano Fantasia (–1 ponto): todos os dias Yam costuma falar sozinho. Ele acredita que esteja vendo uma mulher, a quem chama de mãe, e afirma que ela também veio da escuridão que ele veio, mas que acha chato não conseguir tocá-la nem ouvi-la, apenas vê-la. Muitas vezes ele toma decisões baseadas nas visões que tem, o que pode ser um problema, já que são todas mentiras... certo?

Maldição (daltonismo forte) (–1 ponto): Yam não consegue ver nenhuma cor, não importa a ocasião. Ele enxerga apenas em tom de branco, preto e cinza, como uma câmera no escuro. Uma consequência disso é que, quando muda de aparência e forma, normalmente as novas cores não variam tanto em relação a esses tons originais; ele pode até tentar simular algumas cores baseadas em descrição, mas um loiro sempre será um pouco mais branco que o normal, um vermelho sempre será meio cinzento e assim por diante.

Estratégias: Yam, se entrar em combate, não perdoa seus inimigos — ele já dá muita chance até realmente precisa combater, mantendo-se calmo até este momento, quando demonstra certa frênesi. Pode ainda não ser tão poderoso, mas sua Regeneração o torna muito difícil de cair. Gosta de usar seu Ataque Especial em conjunto de Crítico Automático, e dependendo das intenções (e raiva) que tiver, o faz no primeiro ataque, atingindo FA 20! Sua defesa é mediana e ele normalmente o faz invocando escudos de escuridão que o cobrem inteiramente.


Ele e a imagem ilusória que chama de mãe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.