AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

[SdJ] Leo Tsukasa em RAL Gensoukyo! (Parte 1)

Mais uma série de Sessões de Jogo mas, desta vez, EU sou o jogador! Gravamos o log pelo RRPG e acabou que não teve outro jeito de mudar a cor do fundo... Bem, acostumem-se.

Esse jogo acontece em RAL Gensoukyo e um dos jogadores, Luchly, foi o mestre. Como eu estava com um pouco de inveja do poder que tinha concedido aos caras, acabei "chorando" um pouco e ele se prontificou a narrar.

Ficha aqui.


[16:12] Chat iniciado...
[16:27] «!» Leo não fazia idéia do que tinha acabado de acontecer. Era uma caminhada normal da escola até sua casa, após mais um dia vendo os rostos dos colegas de classe e imaginando como seria envolver a garota mais bonita da sala em tentáculos.
[16:27] «!» E agora, ele sentia estar caindo no vazio.

[16:29] «!» Leo acordou algum tempo depois em um lugar desconhecido. Havia bastante verde ao redor, e as construções que estava habituado a ver em seu dia-a-dia tinham desaparecido, em parte. Ele se encontrava em frente de uma casa gigante, uma mansão. Aparentava estar em ruínas, o poucos que restou das paredes eram azuis.
[16:30] Leo Tsukasa: Caralho, que porra é essa?!
[16:30] Leo Tsukasa: Meu laptop! *procura*
[16:31] «!» Leo encontra seu laptop, estava intacto apesar da "queda". Mas não funcionava.
[16:32] Leo Tsukasa: NÃAAAAAAO!!!!
[16:32] Leo Tsukasa: Minhas coisas!
[16:32] Leo Tsukasa: Eu baixei aquele jogo novo ontem, nem tive como jogar... *chora*
[16:33] «!» O grito angustiado de Leo ecoou pelo lugar.
[16:33] «!» Pouco tempo depois, ele percebe alguém se aproximando.
[16:34] Leo Tsukasa: *lágrimas* Droga, nem tinha terminado minha novel... ?
[16:34] Leo Tsukasa: Quem... *cauteloso* está ai?
[16:34] ** NPC: ???: Ora ora, o que temos aqui?
[16:35] Leo Tsukasa: Quem é você?! *medo*
[16:36] «!» Aos poucos, uma silhueta surge de dentro das ruínas. Era algo que ele só tinha visto em filmes e jogos, uma raposa de nove caudas. Suas roupas em negras, e haviam vários detalhes vermelhos em suas roupas e outros em seus cabelos, também negros. Ela fitou o rapaz com certa curiosidade.
[16:36] ** NPC: ???: Você não parece ser daqui, estou certa?
[16:37] Leo Tsukasa: ...
[16:37] Leo Tsukasa: Só pode ter sido...
[16:37] Leo Tsukasa: Morri...
[16:37] ** NPC: ???: Não, você não morreu, ainda... qual o seu nome, jovem?
[16:38] Leo Tsukasa: ... Leo... Tsukasa... *triste*
[16:38] Leo Tsukasa: Minha mãe sempre disse para não exagerar com o açúcar...
[16:39] ** NPC: ???: Eu já disse que você não morreu. Mas posso lhe conceder esse desejo, se insistir.
[16:39] Leo Tsukasa: Nah, de que adianta agora? *senta, apoiado nos braços e de pernas abertas*
[16:40] Leo Tsukasa: Que tipo de céu é esse? Sempre achei que iria para o Inferno ou coisa do tipo
[16:40] ** NPC: ???: Apesar de não estar morto, não é errado dizer que caiu no inferno.
[16:41] Leo Tsukasa: ?
[16:41] Leo Tsukasa: Do que está falando, mulher?
[16:42] ** NPC: ???: "Mulher", huhuhu. Tenha um pouco mais de respeito, verme. *o olhar da raposa se torna ameaçador por um instante* Meu nome é... Shinku.
[16:43] ** NPC: Shinku: Você caiu em um mundo chamado Gensokyo, um mundo de ilusões.
[16:44] ** NPC: Shinku: Aqui você pode realizar seus maiores desejos... se assim quiser, e estiver disposto.
[16:44] «!» As palavras de Shinku penetravam a mente de Leo.
[16:44] Leo Tsukasa: *interessado* Realizar... meus desejos?
[16:45] ** NPC: Shinku: Sim, garoto. Me diga, qual seu segredo mais obscuro e proibido?
[16:46] ** NPC: Shinku:  Ou eu deveria dizer... seu "sonho", mais proibido?
[16:46] Leo Tsukasa: Meu sonho...
[16:46] Leo Tsukasa: Espera um momento, por que quer saber? *levanta, com o laptop*
[16:47] ** NPC: Shinku: Por que sou uma raposa bondosa. *Ela sorri de uma forma misteriosa*
[16:48] Leo Tsukasa: Raposa bondosa?
[16:48] Leo Tsukasa: Pode me dar uma prova disso?
[16:49] ** NPC: Shinku: Oras, me diga qual é o seu sonho, e eu te mostro.
[16:49] «!» Leo se sentia obrigado a responder, por algum motivo.
[16:49] Leo Tsukasa: Bem... não ria.
[16:50] Leo Tsukasa: Eu... gosto...
[16:50] Leo Tsukasa: *coloca a mão livre na cabeça* Droga, ficaria mais fácil de mostrar.
[16:50] Leo Tsukasa: Se meu laptop funcionasse..
[16:51] «!» O laptop de Leo liga, aparentemente ele funcionava de maneira diferente, nesse outro mundo.
[16:52] Leo Tsukasa: Hã? Como você fez isso?!
[16:52] ** NPC: Shinku: Eu? Foi você que ligou essa máquina.
[16:52] Leo Tsukasa: Bem, foda-se, olha aqui *mostra as imagens*
[16:53] ** NPC: Shinku: Hoh... entendo.
[16:54] ** NPC: Shinku: Seus desejos são um tanto... bem, o que importa é que eu posso lhe dar isso.
[16:54] Leo Tsukasa: Como?
[16:54] Leo Tsukasa: Vou ter de pagar?
[16:54] ** NPC: Shinku: Se ajoelhe e jure lealdade a mim.
[16:55] ** NPC: Shinku: Depois disso, terá esses poderes. Simples assim.
[16:55] Leo Tsukasa: ...
[16:55] Leo Tsukasa: O que teria de fazer?
[16:56] ** NPC: Shinku: Quem sabe... quando a hora chegar, te encontrarei.
[16:56] Leo Tsukasa: Não sei... Parece bom de mais pra ser verdade...
[16:57] ** NPC: Shinku: Huhuhu, eu disse que sou uma raposa bondosa, não disse?
[16:58] «!» Apesar de tudo, com aquilo Leo poderia ter o que sempre sonhou, além de não conhecer nada de onde estava... se sentia fortemente inclinado a aceitar.
[16:58] Leo Tsukasa: Por que não me mostra esse lugar ai primeiro? Tenho que pensar nisso antes.
[16:59] ** NPC: Shinku: Você é muito exigente pra um verme, mudei de idéia. *Shinku dá as costas e volta a caminhar em direção as ruínas*
[17:00] Leo Tsukasa: EI!
[17:00] Leo Tsukasa: Espera!
[17:00] Leo Tsukasa: Eu acabei de chegar, como posso confiar em alguém de primeira?
[17:01] ** NPC: Shinku: Te garanto que mais ninguém por aqui pode realizar esses seus desejos obscuros.
[17:02] Leo Tsukasa: Bem... isso é verdade... nem de onde vim eu poderia fazer algo do tipo...
[17:02] Leo Tsukasa: Nem mesmo...
[17:03] Leo Tsukasa: Então foda-se, eu aceito.
[17:04] ** NPC: Shinku: Huhuhu, assim que é bom. *A raposa volta em direção ao rapaz, e para na frente dele.* Então vamos, pode começar.
[17:04] Leo Tsukasa: Começar?
[17:04] ** NPC: Shinku: Sim, seu juramento.
[17:04] Leo Tsukasa: Er...
[17:05] Leo Tsukasa: Eu juro ser leal à Shinku.
[17:05] Leo Tsukasa: Pronto?
[17:05] ** NPC: Shinku: Tenha em mente que quando um juramente é feito à uma raposa, violá-lo resulta em sua morte. Falei um pouco tarde, mas não muda muita coisa.
[17:06] Leo Tsukasa: Eu já devo estar morto, então não faz diferença.
[17:07] ** NPC: Shinku: Ótimo... então. *Shinku se aproxima do rapaz, uma pequena orbe negra se materializa em suas mãos.* Talvez vá doer um pouco. *ela empurra a orbe contra o peito do rapaz*
[17:07] «!» Leo começa a sentir uma dor aguda em seu peito.
[17:08] Leo Tsukasa: Blargh!
[17:08] Leo Tsukasa rolou 1d6= 2 {[2]}
[17:09] «!» A visão de Leo começa a ficar escura, mas antes de apagar completamente ele escuta algumas últimas palavras da raposa.
[17:10] ** NPC: Shinku: Isso é só o começo. Evolua, se divirta, fique mais forte, deixe de ser apenas um verme nesse lugar. Tenho certeza que saberá usar seus poderes quando acordar, bons sonhos.
[17:11] «!» Com isso, Leo apaga completamente, desmaiado.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.