AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

[SdJ] Leo Tsukasa em RAL Gensoukyo! (Parte 4)

Quarta parte do jogo, agora as coisas acalmam um pouco...


Primeira parte aqui.
Segunda parte aqui.
Terceira parte aqui.

[19:52] «!» A noite passou tranquila, Tsukasa amanheceu abraçado em Yumi assim como antes.
[19:53] Leo Tsukasa: *acordando* Nossa, que cama dura.
[19:53] Leo Tsukasa: *coloca a mão na testa de Yumi*
[19:54] «!» O estado da garota tinha melhorado desde a noite anterior.
[19:54] Leo Tsukasa: "Ufa, pelo menos não vou ficar sozinho."
[19:55] Leo Tsukasa: Yumi, hora de levantar.
[19:56] ** NPC: Yumi: Hmmhm? *Yumi abre os olhos, sonolenta* Já amanheceu..?
[19:56] Leo Tsukasa: Sim. Temos que nos preparar.
[19:56] Leo Tsukasa: Você tem algum outro parente por aqui? Um lugar para onde seu padrasto e tio possam ter ido ou fugido?
[19:58] ** NPC: Yumi: Nos preparar..? Aonde vamos? E acho que não, o único lugar que eles iam frequentemente era ao bar, e as vezes na farmácia.. *ela esfregava os olhos, sonolenta*
[19:58] Leo Tsukasa: Precisamos de uma mentira bem contada, ou vão desconfiar de mim... e de você também.
[20:00] Leo Tsukasa: Entende?
[20:01] ** NPC: Yumi: Ah sim, é mesmo... bem, talvez... possamos dizer que saíram da vila pra tentar trabalhar em alguma cidade..?
[20:02] Leo Tsukasa: Só isso pode não ser o suficiente...
[20:02] Leo Tsukasa: Bem, vamos comer primeiro.
[20:02] Leo Tsukasa: Podemos pensar em algo depois.
[20:04] ** NPC: Yumi: Hmm.. acho que não tem pão, teremos que ir até a venda.
[20:04] ** NPC: Yumi: Eu tenho um pouco de dinheiro, não deve ser problema...
[20:04] Leo Tsukasa: Faça isso, vou ficar aqui.
[20:05] ** NPC: Yumi: Certo. *ainda com os cabelos bagunçados, a garota sorri e começa a se arrumar pra ir até a venda.*
[20:05] «!» Yumi sai.
[20:06] Leo Tsukasa: "E agora?"
[20:07] «!» 30 minutos depois, Yumi volta.
[20:07] Leo Tsukasa: Então?
[20:07] ** NPC: Yumi: Pronto. Aqui estão! *ela mostra um saco com pães* Mas... o que faremos agora?
[20:08] Leo Tsukasa: Comer, oras. Logo eu...
[20:08] ** NPC: Yumi: Depois disso, baka!
[20:08] Leo Tsukasa: Do que essa vila se sustenta?
[20:09] ** NPC: Yumi: Agricultura, é bem comum..
[20:09] Leo Tsukasa: "Então tem muita gente forte, fisicamente."
[20:09] Leo Tsukasa: Você os ajuda com algo?
[20:10] ** NPC: Yumi: Eu ajudava a obaa-chan de vez em quando na loja de flores.
[20:11] Leo Tsukasa: "Ela não é suspeita, mas eu sou de fora."
[20:11] «!» Os dois ouvem batidas na porta.
[20:12] Leo Tsukasa: *fala baixo* A casa é sua agora.
[20:12] ** NPC: ???: Bom dia! Genjiki-san?
[20:12] ** NPC: ???: Genjiki-saan? *batendo*
[20:12] Leo Tsukasa: *sento na cadeira da mesa da cozinha*
[20:13] ** NPC: Yumi: Ikk! Genjiki é o nome do meu tio, o q-que eu digo? *a garota estava entrando em pânico*
[20:14] Leo Tsukasa: Diga que saiu. *alto* Já vai!
[20:14] ** NPC: ???: Eh?? De quem é essa voz?
[20:15] ** NPC: Yumi: *Yumi abre a porta* B-Bom dia...
[20:16] Leo Tsukasa: Olá.
 [20:17] Alvero:
[20:18] Alvero: *Um jovem com cabelos claros e olhos vermelhos com várias espadas nas cotas estava na porta, com uma voz de irritação ele diz*
 [20:18] Alvero: --Oi oi, onde esta o imprestável do Genjiki?
 [20:19] ** NPC: Yumi: E-Ele... ele está... ele saiu!
[20:20] Alvero: --Ele esta me devendo dinheiro e vir coletar. Onde ele foi?
[20:20] Leo Tsukasa: Deve ter se mudado.
[20:20] Leo Tsukasa: *levanto* Sou o noivo de Yumi.
 [20:21] ** NPC: Yumi: E-Eh!? *vermelha e confusa, a garota desmaia*
[20:21] Leo Tsukasa: *corre até ela* YUMI!
[20:21] Leo Tsukasa: *segura* Ei, acorda! Não me assusta desse jeito!
[20:22] Leo Tsukasa: Não posso te perder agora...
[20:22] Alvero: --Se vocês são parentes dele vão ter que arranjar uma forma de me pagar.
[20:22] ** NPC: Yumi: Hahah... é muita coisa acontecendo de uma vez. *Yumi sorri e se recompõe, devagar*
[20:23] Leo Tsukasa: Não sou parente, nem ela.
[20:23] Leo Tsukasa: Qual o seu nome?
[20:23] Leo Tsukasa: Me chamo Leo Tsukasa.
[20:24] Alvero: --Alvero Tetsuya.
[20:25] ** NPC: Yumi: *cochicha para Tsukasa* Eu acho que ele é um tipo de mercenário, meu tio pedia uns serviços a ele...
 [20:25] Alvero: --Então são o que dele para estarem na casa dele?
[20:25] «!» (A imagem do personagem é tãão fitting com essa cena, haha!)
[20:26] Leo Tsukasa: Eu os coloquei pra correr.
[20:26] Leo Tsukasa: Quando vi Yumi, me apaixonei na hora. Logo, ela me contou o que eles faziam com ela...
[20:26] Leo Tsukasa: Não pude ficar parado... Eu DEVIA fazer algo!
[20:27] Leo Tsukasa: "Se ele não acreditar, estou fudido..."
[20:27] ** NPC: Yumi: "...s-se apaixonou...?"
[20:27] ** NPC: Yumi: *cora*
[20:29] Alvero: --E o que isso me interessa? Eu quero meu dinheiro e vocês vão pagar de alguma forma*Alvero puxa duas espadas de seu arsn
[20:29] Alvero: arsenal*
[20:29] Leo Tsukasa: *invoca Kaki, dentro de um quarto* " Preciso de ajuda.
[20:30] ** NPC: Kaki: *sai do quarto, esfregando os olhos* Papai, o que foi?
[20:31] ** NPC: Kaki:
[20:31] ** NPC: Kaki: Se está tão interessado assim em dinheiro...
[20:31] ** NPC: Yumi: N-Não briguem, por favor!
 [20:32] Leo Tsukasa: Se está tão interessado assim em dinheiro...
[20:32] Leo Tsukasa: Pode ter algo que eu te ofereça?
[20:32] Leo Tsukasa: *olha pra Kaki*
[20:33] Alvero: *Alvero ainda ainda não baixa suas espadas, o guerreiro com um exlre*
[20:34] Alvero: uma expressão de divertimento olha para a cena e rir um pocou*--Kkkkkk, esta mesmo querendo oferecendo ela?
[20:34] ** NPC: Kaki: Papai?
[20:34] Leo Tsukasa: Só para pagar a sua dívida.
[20:35] Leo Tsukasa: *só até
[20:38] Alvero: *Alvero guarda suas espadas, não demonstrava mais hostilidade porém ainda demonstra ser alguém perigoso*--Hahaha, isso é impagável. Se fosse essa garota com você eu aceitaria, prefiro mulheres com corpos mais desenvolvidos.
[20:38] Alvero: --Mas não vou machucar vocês, não é todo dia que encontro alguem divertido assim.
[20:38] Leo Tsukasa: *vira para Kaki* Vá chamar a sua irmã.
[20:39] ** NPC: Kaki: Sim. *volta para o quarto*
[20:39] Leo Tsukasa: *invoco Karine*
[20:39] ** NPC: Yumi: *Yumi se esconde atrás de Tsukasa*
[20:40] Leo Tsukasa: (lá no quarto, e ai ela vem)
[20:40] Leo Tsukasa: (meus PMs T.T)
[20:40] Alvero: (deixa)
[20:40] ** NPC: Karine: *sai do quarto, com Kaki* Que foi, papai?
[20:41] Alvero: (se ainda quiser usar isso, mas Alvero vai deixar passar de qualquer forma)
[20:42] Leo Tsukasa: *levanta Yumi* Bem, se é só isso, temos de ir.
[20:42] ** NPC: Yumi: Aonde vamos?
[20:43] Alvero: --Eu disse que  que não iria machucar vocês, mas não vou deixa-los ir facilmente.
[20:43] Alvero: --Ainda preciso que vou ter algum retorno material.
[20:43] Leo Tsukasa: Hmm...
[20:44] Leo Tsukasa: De QUANTO estamos falando? E de que tipo de serviço está cobrando?
[20:45] Alvero: --2000000 Ienes.
[20:45] Leo Tsukasa: ?
[20:45] Alvero: (saiu com um zero a mais)
[20:45] «!» (!)
[20:46] Alvero: --Eu vou acompanhar vocês até consegui o dinheiro.
[20:46] Leo Tsukasa: "Isso está saindo do controle..."
[20:46] Leo Tsukasa: Certo.
[20:47] ** NPC: Yumi: Eh? *espantada*
[20:47] Leo Tsukasa: Kaki, Karine, venham.
[20:47] ** NPC: Kaki & Karine: Sim.
[20:49] Alvero: *Alvero espera o grupo estranho grupo andar, ficaria atrás de todos afim de não ser surpreendido*
[20:50] Leo Tsukasa: Yumi, onde você disse que ajudava mesmo?
[20:50] ** NPC: Yumi: Na loja de flores da obaa-chan, fica um pouco depois da quitanda.
[20:50] Leo Tsukasa: Então vamos para lá.
[20:53] «!» Algum tempo de caminhada depois, o trio chega até uma loja de flores. Havia uma inscrição no vidro da loja "Floricultura Toho", na frente haviam várias flores de diversos tipos.
[20:57] Leo Tsukasa: "Cadê essa velha?"
 [13:53] «!» *Ao entrarem na loja, uma voz gentil e um pouco velha os dá as boas-vindas*
 [13:54] ** NPC: ???: Bem-vindos... oh, se não é a Yumi-chan!
[13:54] Leo Tsukasa: Bom dia.
[13:54] ** NPC: Yumi: Obaa-san! *Yumi vai até a velha senhora e a abraça*
[13:55] ** NPC: ???: Hohoh, estes velhos olhos enxergam várias pessoas novas por aqui, quem seriam vocês?
[13:56] Leo Tsukasa: Sou o noivo de Yumi, Leo Tsukasa. Essas são minhas filhas adotivas, Kaki e Karine.
[13:56] ** NPC: Kaki & Karine: Olá.
[13:58] ** NPC: ???: Noivo? Yumi-chan, o que andou aprontando? Essa juventude de hoje... *a velha sorri, apesar da bronca. Aparentemente viu aquilo como brincadeira*
[13:58] ** NPC: Yumi: E-Erm, haha!
[13:58] ** NPC: Kaki & Karine: Quem disse que é brincadeira?
[13:59] ** NPC: ???: Ninguém disse que era brincadeira, pequenas.. hohoho.
[13:59] ** NPC: ???: Mas então, o que trás tantos jovens até essa loja?
[13:59] Leo Tsukasa: Gostaria de espalhar a todos que sou o novo morador e noivo de Yumi.
[13:59] Leo Tsukasa: A floricultura me pareceu um bom lugar para começar.
[14:01] ** NPC: ???: Entendo... bem, tome isso. *A velha senhora pega algumas belas flores de um canto e as entrega para Yumi* Para celebrarmos o seu noivado.
[14:02] ** NPC: Yumi: O-Obrigada... *Yumi fica um pouco vermelha*
[14:04] Leo Tsukasa: Então, vamos para outro lugar agora, Yumi?
[14:05] «!» O trio se despede da velha e vão até o lado de fora da loja, Alvero aparentemente apenas seguia os dois de longe.
[14:05] ** NPC: Yumi: Uhm... mas Leo-kun, isso é realmente necessário?
[14:06] Leo Tsukasa: Sim, como já expliquei antes.
[14:06] Leo Tsukasa: Ou, talvez...
[14:06] Leo Tsukasa: Eu possa mostrar a todos, ao mesmo tempo, que você é minha noiva.
[14:06] ** NPC: Yumi: Acho que mostrar Kaki e Karine a todos com nós tornaria tudo mais suspeito do que apenas um garoto normal...
[14:07] Leo Tsukasa: Não se preocupe, não se preocupe.
[14:08] ** NPC: Yumi: Se você diz...
[14:09] Leo Tsukasa: "Pode pegar mal, mas não posso mandá-las pra casa agora..."
[14:10] Leo Tsukasa: "Por outro lado, se eu usar os tentáculos nela pode ser bem pior..."
[14:10] Leo Tsukasa: "Dane-se, não estou aqui pra fazer amigos."
[14:10] Leo Tsukasa: Kaki e Karine, venham aqui.
[14:10] ** NPC: Kaki & Karine: Sim?
[14:11] Leo Tsukasa: Vou usar eles em vocês, entenderam?
[14:11] Leo Tsukasa: eles em vocês
 [14:11] ** NPC: Kaki & Karine: *cabisbaixas* Entendido...
 [14:12] ** NPC: Yumi: Leo-kun? O que vai fazer?
[14:12] Leo Tsukasa: Vou apenas chamar um pouco de atenção.
[14:13] Leo Tsukasa: (invoco 4 tentáculos e faço as duas treparem com eles)
[14:14] «!» (quantos pms tá usando pra manter a karine?)
[14:14] «!» (8 também?)
[14:14] Leo Tsukasa: (não, 6)
[14:15] Leo Tsukasa: (vou ficar só com 2 PMs)
[14:15] «!» Quatro tentáculos surgem do chão, e "atacam" as duas raposas.
[14:16] ** NPC: Kaki & Karine: AAH! Bom! Ai mesmo!
[14:16] Leo Tsukasa: Escutem todos! Eu sou o noivo de Yumi!
[14:16] Leo Tsukasa: (ele é doido)
[14:16] «!» (wtf!)
[14:17] ** NPC: Kaki & Karine: Mais fuUUUNDO!
[14:18] ** NPC: Kaki & Karine:
[14:18] «!» Vários moradores começaram a se aproximar, mas o que menos prestavam atenção era ao que Tsukasa falava. Todos olhavam com repúdio ou perversão para as raposas e os tentáculos.
[14:18] Leo Tsukasa: O padrasto e tio de Yumi me deixaram a mão de sua protegida e se mudaram para outro lugar, não me disseram onde.
[14:19] «!» Murmúrios e conversas eram ouvidas entre os que se juntaram no local, o que estariam falando?
[14:19] «!» (teste de h pra ouvir algo)
[14:19]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 4 {[4]}
[14:19] Leo Tsukasa: (putz)
[14:20] «!» Alguns homens começaram a se aproximar perigosamente das duas...
[14:20] Leo Tsukasa: Não se preocupem, são minhas amigas.
[14:20] Leo Tsukasa: (perigosamente como?)
[14:21] «!» Os olhos deles pareciam como os do padrasto de Yumi e seu tio.
[14:21] Leo Tsukasa: "Parece que vai ser melhor do que pensei."
[14:22] Leo Tsukasa: *aproximo* Olá senhores, estão interessados?
[14:22] ** NPC: ???: Hã? Sai fora, garoto.
[14:22] «!» Tsukasa é empurrado de lado pelo maior deles.
[14:23] Leo Tsukasa: "Sim, bem interessante."
[14:23] Leo Tsukasa: "Continuem, vocês duas."
[14:23] Leo Tsukasa: "Não os machuquem."
[14:23] ** NPC: Kaki & Karine: "Sim..."
[14:26] «!» Havia em torno de 7 homens, pareciam agricultores. Eles estavam "armados" com algumas ferramentas comumente vistas em fazendas. Sem muito esforço eles destróem os tentáculos e avançam contra as duas raposas.
[14:26] Leo Tsukasa: "Preciso de mais reservas de poder mágico..."
[14:26] Leo Tsukasa: "Argh! Meus tentáculos!"
[14:27] ** NPC: ???: Vamos lá, essas vadias estavam pedindo por isso!
[14:27] ** NPC: Kaki & Karine: Sim! Por favor!
[14:28] ** NPC: ???2: Não dará pra todos de uma vez, então vamos revezar, ok?
[14:28] ** NPC: Kaki & Karine: *abrem as bocas e tiram as roupas*
[14:28] ** NPC: ???3: Nessas condições, será 4 por vez, se acalmem, homens!
[14:29] «!» Com a colaboração delas, os homens começam a penetrar as raposas, ao mesmo tempo em que outros enfiavam os membros em suas bocas.
[14:30] Leo Tsukasa: "Acho que foi a mudança mais interessante da minha vida!" *olha pra Yumi* Não se preocupe, faz parte do plano.
[14:31] ** NPC: Yumi: *Yumi estava estupefata com a cena, e evitava olhar.*
 
[13:53] «!» *Ao entrarem na loja, uma voz gentil e um pouco velha os dá as boas-vindas*
[13:54] ** NPC: > Bem-vindos... oh, se não é a Yumi-chan!
[13:54] <Leo Tsukasa> Bom dia.
[13:54] ** NPC: <Yumi> Obaa-san! *Yumi vai até a velha senhora e a abraça*
[13:55] ** NPC: > Hohoh, estes velhos olhos enxergam várias pessoas novas por aqui, quem seriam vocês?
[13:56] <Leo Tsukasa> Sou o noivo de Yumi, Leo Tsukasa. Essas são minhas filhas adotivas, Kaki e Karine.
[13:56] ** NPC: > Olá.
[13:58] ** NPC: > Noivo? Yumi-chan, o que andou aprontando? Essa juventude de hoje... *a velha sorri, apesar da bronca. Aparentemente viu aquilo como brincadeira*
[13:58] ** NPC: <Yumi> E-Erm, haha!
[13:58] ** NPC: > Quem disse que é brincadeira?
[13:59] ** NPC: > Ninguém disse que era brincadeira, pequenas.. hohoho.
[13:59] ** NPC: > Mas então, o que trás tantos jovens até essa loja?
[13:59] <Leo Tsukasa> Gostaria de espalhar a todos que sou o novo morador e noivo de Yumi.
[13:59] <Leo Tsukasa> A floricultura me pareceu um bom lugar para começar.
[14:01] ** NPC: > Entendo... bem, tome isso. *A velha senhora pega algumas belas flores de um canto e as entrega para Yumi* Para celebrarmos o seu noivado.
[14:02] ** NPC: <Yumi> O-Obrigada... *Yumi fica um pouco vermelha*
[14:04] <Leo Tsukasa> Então, vamos para outro lugar agora, Yumi?
[14:05] «!» O trio se despede da velha e vão até o lado de fora da loja, Alvero aparentemente apenas seguia os dois de longe.
[14:05] ** NPC: <Yumi> Uhm... mas Leo-kun, isso é realmente necessário?
[14:06] <Leo Tsukasa> Sim, como já expliquei antes.
[14:06] <Leo Tsukasa> Ou, talvez...
[14:06] <Leo Tsukasa> Eu possa mostrar a todos, ao mesmo tempo, que você é minha noiva.
[14:06] ** NPC: <Yumi> Acho que mostrar Kaki e Karine a todos com nós tornaria tudo mais suspeito do que apenas um garoto normal...
[14:07] <Leo Tsukasa> Não se preocupe, não se preocupe.
[14:08] ** NPC: <Yumi> Se você diz...
[14:09] <Leo Tsukasa> "Pode pegar mal, mas não posso mandá-las pra casa agora..."
[14:10] <Leo Tsukasa> "Por outro lado, se eu usar os tentáculos nela pode ser bem pior..."
[14:10] <Leo Tsukasa> "Dane-se, não estou aqui pra fazer amigos."
[14:10] <Leo Tsukasa> Kaki e Karine, venham aqui.
[14:10] ** NPC: > Sim?
[14:11] <Leo Tsukasa> Vou usar eles em vocês, entenderam?
[14:11] <Leo Tsukasa> eles em vocês
 [14:11] ** NPC: > *cabisbaixas* Entendido...
 [14:12] ** NPC: <Yumi> Leo-kun? O que vai fazer?
[14:12] <Leo Tsukasa> Vou apenas chamar um pouco de atenção.
[14:13] <Leo Tsukasa> (invoco 4 tentáculos e faço as duas treparem com eles)
[14:14] «!» (quantos pms tá usando pra manter a karine?)
[14:14] «!» (8 também?)
[14:14] <Leo Tsukasa> (não, 6)
[14:15] <Leo Tsukasa> (vou ficar só com 2 PMs)
[14:15] «!» Quatro tentáculos surgem do chão, e "atacam" as duas raposas.
[14:16] ** NPC: > AAH! Boom!
[14:16] <Leo Tsukasa> Escutem todos! Eu sou o noivo de Yumi!
[14:16] <Leo Tsukasa> (ele é doido)
[14:16] «!» (wtf!)
[14:17] ** NPC: > Mias fuUUUNDO!
[14:18] ** NPC: >
[14:18] «!» Vários moradores começaram a se aproximar, mas o que menos prestavam atenção era ao que Tsukasa falava. Todos olhavam com repúdio ou perversão para as raposas e os tentáculos.
[14:18] <Leo Tsukasa> O padrasto e tio de Yumi me deixaram a mão de sua protegida e se mudaram para outro lugar, não me disseram onde.
[14:19] «!» Murmúrios e conversas eram ouvidas entre os que se juntaram no local, o que estariam falando?
[14:19] «!» (teste de h pra ouvir algo)
[14:19]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 4 {[4]}
[14:19] <Leo Tsukasa> (putz)
[14:20] «!» Alguns homens começaram a se aproximar perigosamente das duas...
[14:20] <Leo Tsukasa> Não se preocupem, são minhas amigas.
[14:20] <Leo Tsukasa> (perigosamente como?)
[14:21] «!» Os olhos deles pareciam como os do padrasto de Yumi e seu tio.
[14:21] <Leo Tsukasa> "Parece que vai ser melhor do que pensei."
[14:22] <Leo Tsukasa> *aproximo* Olá senhores, estão interessados?
[14:22] ** NPC: > Hã? Sai fora, garoto.
[14:22] «!» Tsukasa é empurrado de lado pelo maior deles.
[14:23] <Leo Tsukasa> "Sim, bem interessante."
[14:23] <Leo Tsukasa> "Continuem, vocês duas."
[14:23] <Leo Tsukasa> "Não os machuquem."
[14:23] ** NPC: > "Sim..."
[14:26] «!» Havia em torno de 7 homens, pareciam agricultores. Eles estavam "armados" com algumas ferramentas comumente vistas em fazendas. Sem muito esforço eles destróem os tentáculos e avançam contra as duas raposas.
[14:26] <Leo Tsukasa> "Preciso de mais reservas de poder mágico..."
[14:26] <Leo Tsukasa> "Argh! Meus tentáculos!"
[14:27] ** NPC: > Vamos lá, essas vadias estavam pedindo por isso!
[14:27] ** NPC: > Sim! Por favor!
[14:28] ** NPC: > Não dará pra todos de uma vez, então vamos revezar, ok?
[14:28] ** NPC: > *abrem as bocas e tiram as roupas*
[14:28] ** NPC: > Nessas condições, será 4 por vez, se acalmem, homens!
[14:29] «!» Com a colaboração delas, os homens começam a penetrar as raposas. Ao mesmo tempo em que outros esticavam os membros em suas bocas.
[14:30] <Leo Tsukasa> "Acho que foi a mudança mais interessante da minha vida!" *olha pra Yumi* Não se preocupe, faz parte do plano.
[14:31] ** NPC: <Yumi> *Yumi estava estupefata com a cena, e evitava olhar.*
[14:32] <Leo Tsukasa> Não vou deixar que façam isso com você, lógico.
[14:32] ** NPC: > AHH! Que delícia! O que essas raposinhas estão fazendo aqui afinal? hehe
[14:33] <Leo Tsukasa> "São surdos?"
[14:33] <Leo Tsukasa> "Se elas sumirem agora, vai ser ruim... Tenho que esperar que terminem, e ai me apresento novamente."
[14:33] ** NPC: > Vai saber, mas quem se importa?
[14:34] «!» Os homens pareciam aproveitar cada segundo daquilo.
[14:34] ** NPC: > *slurp* MAIS!
[14:34] «!» (teste de h+2)
[14:34]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 5 {[5]}
[14:34] «!» (putz...)
[14:34] <Leo Tsukasa> (porra, não me fode!)
[14:34] <Leo Tsukasa> (passei)
[14:34] <Leo Tsukasa> (mas o RRPG não queria)
[14:35] «!» (hahaha)
[14:35] «!» Aquela cena continua por aproximadamente uns 10 minutos, até que...
[14:35] <Leo Tsukasa> (tá porra)
[14:36] «!» Tsukasa sente o ar ficar pesado ao seu redor.
[14:36] <Leo Tsukasa> "..."
[14:36] <Leo Tsukasa> *olha para os lados*
[14:37] ** NPC: > Mas que porcaria é essa aqui?
[14:37] <Leo Tsukasa> (quem é?)
[14:37] <Leo Tsukasa> (o ancião?)
[14:37] «!» (calma, calma...)
[14:38] <Leo Tsukasa> (já justifiquei a Má Fama)
[14:38] «!» A voz vinha do outro lado dos homens, Tsukasa não conseguia ver a pessoa, mas era uma voz feminina.
[14:38] «!» Eles pararam ao ouví-la, terror era visto nos olhos deles.
[14:39] <Leo Tsukasa> "Venham pra cá, AGORA!"
[14:39] ** NPC: > *cansadas* "Arf, arf, não... podemos..."
[14:40] ** NPC: > Não sei quem de vocês é pior, os homens ou essas coisas que parecem raposas.
[14:40] <Leo Tsukasa> *fala alto* São as minhas filhas.
[14:40] ** NPC: > N-Nos desculpe, Lilith-sama!
[14:41] <Leo Tsukasa> (agora justifiquei a minha morte)
[14:41] ** NPC: > Elas estavam aqui e tinham uns tentáculos, e...
[14:41] ** NPC: > SEM DESCULPAS!
[14:41] «!» *Os homens abriam caminho, e Tsukasa conseguiu ver quem era a pessoa*
[14:44] «!» Era uma linda garota, sua voz impunha autoridade. Mas o que mais assustava não era ela, e sim... algo parecido com um espectro da morte voando ao redor dela.
[14:45] ** NPC: > Então... você é o causador disso? *ela para olhando para o rapaz, enquanto morde uma maçã.*
[14:45] <Leo Tsukasa> Er... bem, só estava tentando avisar a todos de forma mais...
[14:45] <Leo Tsukasa> Expressiva.
[14:46] <Leo Tsukasa> Sou noivo de Yumi.
[14:46] <Leo Tsukasa> Quem seria a senhorita?
[14:49] ** NPC: > Noivo de Yumi? *ela fita a garota ao lado de Tsukasa, que parecia estar entrando em pânico.* Sei, sei. Mas garoto, há maneiras melhores de se fazer isso do que colocar suas servas fazendo sexo no meio da rua.
[14:49] <Leo Tsukasa> *constrangido* He he he, desculpe a minha ignorância...
[14:50] <Leo Tsukasa> Vejo que todos a respeitam. A senhorita é a matriarca desta vila?
[14:51] ** NPC: > Não exatamente, sou encarregada de manter as coisas em ordem por aqui.
[14:52] ** NPC: > *pensativa* Mas hmm... eu deveria puní-lu junto com esses homens, o que fazer... *ela morde a maçã novamente, enquanto pensa*
[14:52] ** NPC: > puní-lo *
[14:53] <Leo Tsukasa> Não precisa! Prometo que não farei de novo!
[14:54] <Leo Tsukasa> "Na rua, pelo menos."
[14:57] ** NPC: > *Ela se inclina e fala baixo para ele* Ei, ontem de manhã foi encontrado um corpo em uma estrada perto daqui. A cabeça do velho tinha sido cortada. *ela olha para as duas raposas* Por acaso tem algo a ver com isso?
[14:58] <Leo Tsukasa> *calmo* Não, elas estiveram comigo a noite inteira.
[14:58] <Leo Tsukasa> Eu as estava ensinando o que deveriam fazer hoje.
[14:59] ** NPC: > *Morde a maçã, desconfiada* Bem, está avisado, garoto. Não tem problema ficar por aqui, só não me cause problemas como esse. É um saco. 
[14:59] <Leo Tsukasa> Entendido.
[15:00] ** NPC: > *levantando com dificuldades*
[15:01] ** NPC: > E vocês... acho que sabem? *Lilith olhava os homens*
[15:01] ** NPC: > Sim... aceitamos o castigo.
[15:01] ** NPC: > Ótimo, então vão.
[15:02] «!» Alguns segundos depois os homens haviam sumido e Lilith tinha ido embora.
[15:02] <Leo Tsukasa> "Que tipo de castigo será esse?"
[15:02] <Leo Tsukasa> Yumi, quem era?
[15:02] ** NPC: <Yumi> *Yumi estava pálida atrás de Tsukasa*
[15:02] ** NPC: <Yumi> L-L-Lilith-sama...
[15:02] <Leo Tsukasa> *aproximo o rosto dela* Calma.
[15:03] ** NPC: <Yumi> *respira fundo*
[15:03] ** NPC: <Yumi> É uma história um pouco antiga, quer ouvir?
[15:04] <Leo Tsukasa> Sim, vou ajudar aquelas duas pirmeiro.
[15:05] ** NPC: <Yumi> Há 8 anos atrás, havia uma pessoa chamada Hana no Hime, ela era muito forte e tinha o poder de "Transformar uns em outros".. ela morava em uma grande mansão azul, não muito longe daqui.
[15:05] ** NPC: <Yumi> Mas aconteceu um desastre e ela acabou morrendo...
[15:06] ** NPC: <Yumi> Nessa mesma época, nossa vila foi atingida por uma enchente, foi quando perdi meus pais...
[15:07] ** NPC: <Yumi> Nós procuramos algum refúgio, e acabamos indo até a mansão destruída de Hana no Hime.
[15:07] ** NPC: <Yumi> Lá encontramos uma raposa... ela foi gentil, deixou com que ficássemos lá desde que a ajudássemos a reconstruir o lugar.
[15:08] ** NPC: <Yumi> Depois disso, algumas pessoas da vila ficaram trabalhando na mansão, enquanto os outros voltaram para a vila que reconstruíram durante esse tempo.
[15:09] ** NPC: <Yumi> E algum tempo depois... Lilith-sama apareceu.
[15:09] ** NPC: <Yumi> Ela é a sucessora de Hana no Hime, e assumiu o lugar dela naquela mansão.
[15:10] ** NPC: <Yumi> Costumávamos chamá-la de Lilith Hime-sama... mas ela disse não precisar de tanta formalidade.
[15:11] ** NPC: <Yumi> Desde então, ela cuida das vilas próximas à mansão, é uma pessoa gentil... mas é assustadora também.
[15:12] ** NPC: <Yumi> Se capturamos algum tipo de Youkai, ou se temos problemas com algum, chamamos ela também.. ela é esse tipo de pessoa.
[15:15] <Leo Tsukasa> Entendo...
[15:16] <Leo Tsukasa> Então, para onde vamos agora?
[15:17] ** NPC: <Yumi> Bem... você poderia avisar agora.
[15:17] «!» Ao redor, várias pessoas ainda estavam juntas ali. Talvez fosse pela presença de Lilith, todos pareciam admirá-la.
[15:17] «!» Aos poucos ela iam saindo, mas várias ainda estavam conversando sobre o ocorrido.
[15:17] <Leo Tsukasa> *gritando* Sou o noivo de Yumi, prazer!
[15:18] «!» E finalmente, eles olhavam na direção de Tsukasa, ouvindo o garoto.
[15:18] <Leo Tsukasa> "Bem, já entendi um pouco mais dessas pessoas, e como usá-las. Só tenho de ter cuidado com essa mulher."
[15:19] <Leo Tsukasa> Meu nome é Leo Tsukasa, e desculpem pelo show inapropriado!
[15:20] «!» Murmúrios eram ouvidos entre todos. Parece que querendo ou não, agora eles pelo menos ouviram a mensagem de Tsukasa.
[15:21] ** NPC: <Yumi> E agora..?
[15:21] <Leo Tsukasa> Vamos voltar pra casa.
[15:21] <Leo Tsukasa> Estou com fome, e você?
[15:22] ** NPC: <Yumi> A-Ah! Já passou da hora do almoço mesmo, eu posso comprar comida pra alguns dias com o dinheiro que tenho, mas... depois precisaremos de mais, como vamos fazer?
[15:23] <Leo Tsukasa> Tem algum tipo de trabalho de mercenário?
[15:23] <Leo Tsukasa> Esse mundo parece tanto com um jogo...
[15:24] ** NPC: > Ei ei, também estou interessado nisso. *Alvero põe os braços ao redor dos dois* Assim vocês podem começar a me pagar, e eu ganho um extra também!
[15:24] <Leo Tsukasa> Droga, esqueci de você...
[15:26] ** NPC: > Haha, lembrarão de mim por muito tempo, não se preocupe! Mas aquela Lilith... me dá calafrios sempre que a vejo.
[15:27] ** NPC: <Yumi> Talvez... a Lilith-sama possa dar algum serviço do tipo...?
[15:27] <Leo Tsukasa> "Mais um tempo e você morre, seu chato."
[15:27] <Leo Tsukasa> Sério?
[15:28] ** NPC: <Yumi> Talvez... outra alternativa seria uma sacerdotisa que mora pros lados da Vila Humana, mas ela provavelmente não deve pagar por ajuda...
[15:29] <Leo Tsukasa> Precisamos de dinheiro, vamos para Lilith.
[15:29] ** NPC: <Yumi> Ok, e eu farei as compras! Vocês sabem o caminho até lá?
[15:29] <Leo Tsukasa> Não...
[15:30] ** NPC: > É aquela mansão enorme azul? Eu sei aonde fica, 'pódexa
[15:31] <Leo Tsukasa> Certo, vamos. Vocês duas também.
[15:31] ** NPC: > Sim...
[15:32] «!» Alvero e Tsukasa com suas crias seguem caminho até a BGM. Saindo dos arredores do vilarejo e andando um pouco, estavam no meio de uma floresta.
[15:34] <Leo Tsukasa> Já que você é o veterano, fique de olho.
[15:34] «!» Em um piscar de olhos, Alvero tinha desaparecido. Apenas Tsukasa e suas servas estavam ali.
[15:35] <Leo Tsukasa> Ótimo.
[15:35] <Leo Tsukasa> Fiquem perto de mim, estou cansado.
[15:36] ** NPC: > *aproximam-se* Ainda estamos sujas...
[15:36] «!» (teste de h+1)
[15:36]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 2 {[2]}
[15:36] <Leo Tsukasa> (agora sim)
[15:36] «!» Tsukasa percebe 3 lobos atrás dele, se preparavam pra atacá-lo.
[15:37] <Leo Tsukasa> Karine, perto de mim, Kaki, pode matar.
[15:38] <Leo Tsukasa> (Kaki pode ir pra cima e voltar, e ela tem H4 pra esquivas)
[15:39] «!» (então vai)
[15:39]   Leo Tsukasa rolou 1d6 + 5= 10 {[5] + 5}
[15:39]   GM rolou 1d6 + 1= 4 {[3] + 1}
[15:40] «!» O primeiro lobo é morto por Kaki.
[15:40] «!» O outro lobo avança, atacando a raposa.
[15:40]   GM rolou 1d6 + 2= 8 {[6] + 2}
[15:40] «!» FA = 9
[15:41] <Leo Tsukasa> (esquiva)
[15:41]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 6 {[6]}
[15:41] <Leo Tsukasa> (PORRA)
[15:41] <Leo Tsukasa> (1 PV)
[15:42] <Leo Tsukasa> Perfeito.
[15:42] <Leo Tsukasa> (atiro em cada um)
[15:42] «!» (ataque em pdf? porque tu nao tem pm pra atirar)
[15:42] <Leo Tsukasa> (ataque mágico)
[15:42] «!» (não tem pm)
[15:42] <Leo Tsukasa> (tenho 2)
[15:42] «!» (alias, 2 pm de atq mag?)
[15:43] <Leo Tsukasa> (1 pm para cada lobo)
[15:43] «!» (role fa entao)
[15:43]   Leo Tsukasa rolou 1d6 + 4= 6 {[2] + 4}
[15:43]   Leo Tsukasa rolou 1d6 + 4= 7 {[3] + 4}
[15:43]   GM rolou 1d6 + 1= 3 {[2] + 1}
[15:43]   GM rolou 1d6 + 1= 2 {[1] + 1}
[15:43] <Leo Tsukasa> *faz a pistola e atira em cada lobo, fazendo-a sumir em seguida*
[15:44] «!» Um dos lobos é destruído com os disparos, o outro fica vivo por pouco, e avança em direção a Kaki.
[15:44]   GM rolou 1d6 + 2= 8 {[6] + 2}
[15:44] <Leo Tsukasa> (Kaki morreu, dissipada))
[15:44] <Leo Tsukasa> (sobrou Karine)
[15:44]   Leo Tsukasa rolou 1d6= 4 {[4]}
[15:44] «!» (2 críticos seguidos esses lobos :lol:)
[15:45] <Leo Tsukasa> (só pra me fuder)
[15:46] «!» (então vai)
[15:46] «!» (seu turno)
[15:46] <Leo Tsukasa> Isso vai ajudar muito.
[15:47] <Leo Tsukasa> *pula no lobo, tentando chutá-lo*
[15:47]   Leo Tsukasa rolou 1d6 + 3= 5 {[2] + 3}
[15:47]   GM rolou 1d6 + 1= 4 {[3] + 1}
[15:47] <Leo Tsukasa> Karine!
[15:47] «!» O lobo restante é morto. Após derrotá-los, eles se dissipam em uma fumaça negra.
[15:47] ** NPC: > *corre e tenta chutar também*
[15:48] <Leo Tsukasa> (ignore)
[15:48] <Leo Tsukasa> Nossa, essa foi por pouco...
[15:48] <Leo Tsukasa> Aquela maldita não tinha livrado essa área de youkai?
[15:48] ** NPC: > Aonde tava? Saiu correndo de medo foi?
[15:48] «!» Alvero apareceu de repente ao lado de Tsukasa.
[15:48] <Leo Tsukasa> Eu fugi?!
[15:49] <Leo Tsukasa> Três merdas de lobo apareceram aqui, quase me comeram!
[15:49] ** NPC: > Sim, e me deixou com os lobos sozinho! Não que tenha sido um problema, acabei com todos.
[15:49] <Leo Tsukasa> Kaki até morreu!
[15:50] ** NPC: > Kaki? A baixinha? Não é aquela ali? *Kaki estava desmaiada atrás de Tsukasa.*
[15:50] <Leo Tsukasa> (criaturas mágicas são dissipadas quando morrem ou chegam perto da morte)
[15:50] «!» (Sim, eu sei.)
[15:51] «!» (E ela continua desmaiada ali.)
[15:51] <Leo Tsukasa> *pra Karine* Ajuda ela.
[15:51] ** NPC: > Sim. *carrega Kaki*
[15:51] ** NPC: > Mas ei, você diz que estava aqui o tempo todo?
[15:51] <Leo Tsukasa> Claro que estava!
[15:52] ** NPC: > Eu também estava, e não te vi. Talvez tenha sido algum tipo de poder desses youkais, que seja.
[15:52] <Leo Tsukasa> Lobos super poderosos?!
[15:53] <Leo Tsukasa> O que você cheirou antes de sair de casa?
[15:53] <Leo Tsukasa> (vou comprar Roubo de Magia e ficar "sugando" a Karine)
[15:55] «!» (R5, hahaha)
[15:55] «!» (ok)
[15:55] «!» (ou não)
[15:55] «!» (espera um pouco, na situação certa você aprende)
[15:56] «!» Algum tempo de caminhada e discussão depois Alvero e Tsukasa se encontram em frente à uma enorme mansão azul.
[15:57] <Leo Tsukasa> (Seikon no Qwaser style, se é que me entende)
[15:58] <Leo Tsukasa> É aqui?
[15:59] «!» Sim, nunca estive tão perto desse lugar antes...
[15:59] «!» (ops)
[15:59] ** NPC: > Sim, nunca estive tão perto desse lugar antes...
[15:59] <Leo Tsukasa> "Armadilhas..."
[16:00] <Leo Tsukasa> Vamos entrar logo.
[16:00] ** NPC: > Seria melhor avisarmos, não? Algum tipo de campainha, dá uma olhada por ae!
[16:00] <Leo Tsukasa> *gritando* Ô DE CASA!
[16:02] «!» (momento)
[16:02] <Leo Tsukasa> *chacoalha  a grade*
[16:04] ** NPC: > Que zona é essa aqui? Tenham respeito!
[16:04] ** NPC: > Uma mulher com uma grande lança em mãos se aproximava.
[16:04] <Leo Tsukasa> Olá.
[16:04] <Leo Tsukasa> Precisamos de um trabalho remunerado.
[16:04] ** NPC: > Eh? E temos cara de agência de empregos por acaso?
[16:05] «!» A mulher chegou perto a ponto de a enxergarem perfeitamente.
[16:05] «!»
[16:05] <Leo Tsukasa> (shit, devo comê-la!)
[16:06] «!» (Guarda de Elite da Lilith, boa sorte!)
[16:06] <Leo Tsukasa> Minha noiva, Yumi, disse que Lilith-sama pode nos dar um emprego.
[16:06] «!» (ou deveria dizer boa morte...)
[16:06] <Leo Tsukasa> (huauhahua)
[16:08] «!» *A mulher olhava desconfiada para os dois* Sei lá quem é Yumi, então s- *antes que pudesse terminar a frase, ela levou a mão até seu ouvido* Oi? Precisamos de.. pra que? Tem certeza? Certo...
[16:08] ** NPC: > Parece que hoje é o dia de sorte de vocês. *Ela abre o portão*
[16:09] <Leo Tsukasa> "Estranho..."
[16:09] <Leo Tsukasa> Obrigado! Karine, vem.
[16:10] ** NPC: > Me sigam. *A desconhecida escolta Tsukasa e Alvero pelo interior da mansão. A entrada era um longo caminho que passava por um enorme jardim.*
[16:10] <Leo Tsukasa> "Isso que é um rabo!"
[16:11] <Leo Tsukasa> "Se tiver chance, vou ferrar ela também."
[16:12] «!» Os três depois passavam por um enorme salão, o lugar inteiro parecia ser extraordinário.
[16:12] «!» Depois de caminharem um bocado, chegaram a uma sala com uma porta dupla enorme, azul.
[16:13] ** NPC: > Com licença. *A mulher abriu a porta, revelando um quarto*
[16:14] <Leo Tsukasa> Boa tarde.
[16:15] «!» Era uma sala enorme, detalhes e acabamentos azuis e brancos, grandes janelas com entalhes especiais se encontravam naquele cômodo.
[16:15] «!» E em um tipo do trono, em seu centro...
[16:15] ** NPC: > Oras, vejam se não é o garoto das crias de raposa!
[16:16] <Leo Tsukasa> Olá. Vim atrás de trabalho.
[16:16] ** NPC: > Hahaha, trabalho? e que tipo de trabalho você acha que consegue fazer? Já esse aí do seu lado parece mais capaz.
[16:16] ** NPC: > *Alvero se curvava perante a mulher*
[16:17] <Leo Tsukasa> É por isso que sou mais indicado.
[16:17] <Leo Tsukasa> Quem me subestima, morre.
[16:18] ** NPC: > Ei, garoto. Mostrar suas intenções malignas dessa maneira pode fazer com que acabe morto antes de terem tempo de subestimá-lo.
[16:19] <Leo Tsukasa> Hahaha, é verdade.
[16:19] <Leo Tsukasa> Pelo menos será um combate justo.
[16:19] «!» (e eu errei, era a lilith)
[16:20] ** NPC: > Mas enfim, acabou de surgir algo... você poderá mostrar se consegue ou não. Seu amigo aí do lado também.
[16:21] <Leo Tsukasa> Pode falar.
[16:21] ** NPC: > E o que seria, Lilith Hime-sama?
[16:23] ** NPC: > Há boatos de que um livro valioso foi encontrado em uma certa região de Gensokyo. Fui a primeira a receber a notícia. Infelizmente é um lugar que eu não posso ir, nem meus subordinados. Então eu precisaria de alguém de fora.
[16:23] <Leo Tsukasa> Onde fica?
[16:24] <Leo Tsukasa> Sou novo no lugar--
[16:24] <Leo Tsukasa> "Gensoukyo?!"
[16:24] <Leo Tsukasa> Espera, repete, por favor.
[16:24] <Leo Tsukasa> Estamos em... Gensoukyo?
[16:24] ** NPC: > Sim.
[16:24] <Leo Tsukasa> *abre a boca, e depois fecha com uma das mãos*
[16:25] <Leo Tsukasa> *o queixo cai*
[16:25] ** NPC: > Algum problema?
[16:25] <Leo Tsukasa> Não!
[16:25] <Leo Tsukasa> "Estou fudido...."
[16:25] <Leo Tsukasa> Be-bem, onde fica isso mesmo? Esse trabalho?
[16:26] ** NPC: > O livro está no Vale Magna.
[16:27] <Leo Tsukasa> ...?
[16:27] <Leo Tsukasa> Tem um mapa?
[16:27] ** NPC: > Esse lugar tem um problema em especial, magias costumam não funcionar, ou sofrer sérias interferências.
[16:27] ** NPC: > Sim, darei um mapa a vocês.
[16:28] «!» Quando Lilith diz isso, um papel e um pincel com tinta voam em sua frente, e começam a desenhar sozinhos.
[16:28] ** NPC: > Aí está.
[16:28] «!» O mapa cai nas maõs de Tsukasa.
[16:28] <Leo Tsukasa> Certo...
[16:29] <Leo Tsukasa> Quanto vamos receber?
[16:29] ** NPC: > Vejamos...
[16:30] <Leo Tsukasa> Se for comida, também aceito.
[16:30] <Leo Tsukasa> Algumas sacas de grãos...
[16:31] ** NPC: > Eu aceito o dinheiro!
[16:31] ** NPC: > 20.000 ienes pra cada?
[16:32] <Leo Tsukasa> Serve.
[16:32] ** NPC: > 20!? A senhorita é muito generosa, Lilith Hime-sama!
[16:33] <Leo Tsukasa> "400 reais, nada mau."
[16:33] ** NPC: > Disponha. Mas é claro, apenas se me trouxerem o livro.
[16:33] ** NPC: > Não deve ser muito difícil.
[16:33] <Leo Tsukasa> Qual a cor, imagem da capa, cheiro dele?
[16:35] ** NPC: > Ele deve se parecer com... isso. *O pincel faz alguns rabiscos rápidos atrás do mapa entregue à Tsukasa.*
[16:35] <Leo Tsukasa> Deve?
[16:36] ** NPC: > Sim, eu não o vi.
[16:36] <Leo Tsukasa> "..."
[16:36] ** NPC: > Apenas sei que possui um símbolo de magia na capa, e é dessa cor.
[16:36] <Leo Tsukasa> "Magia..."
[16:36] <Leo Tsukasa> Entendi.
[16:36] ** NPC: > E não adianta tentar ler, você não conseguirá entender o conteúdo.
[16:37] <Leo Tsukasa> Só preciso trazê-lo de volta, não lê-lo.
[16:37] ** NPC: > *Lilith sorri* Claro, claro. Então é isso, espero notícias de vocês.
[16:38] ** NPC: > Sim, Lilith-sama!
[16:38] <Leo Tsukasa> Tá, por onde saio?
[16:38] ** NPC: > Pode acompanhá-los até a saída, Kyouko?
[16:39] ** NPC: > Sim, Hime-sama.
[16:40] «!» A mulher acompanha os dois de volta até a saída. Ao se virar depois de deixá-los, eles veem como lança vermelha que ela segurava dava um contraste único praquela mulher.
[16:40] ** NPC: > Putz, muito gostosa!
[16:40] <Leo Tsukasa> "Vai morrer."
[16:41] <Leo Tsukasa> Seja mais educado!
[16:41] ** NPC: > Ela não vai nos ouvir, já está lá longe.
[16:41] <Leo Tsukasa> Duvido que não consiga.
[16:42] ** NPC: > E depois eu que cheirei antes de sair de casa.
[16:42] <Leo Tsukasa> Cheirou?
[16:43] ** NPC: > Bom, vamos lá então. Já ouvi boatos sobre o Vale Magna, podemos chegar lá com alguns dias de caminhada.
[16:43] <Leo Tsukasa> Dias?!
[16:43] <Leo Tsukasa> Tenho que...
[16:44] <Leo Tsukasa> "O que faço?"
[16:44] <Leo Tsukasa> "Não posso levá-la pra lá."
[16:44] <Leo Tsukasa> "Ou talvez possa..."
[16:44] <Leo Tsukasa> Vou avisar Yumi primeiro.
[16:45] ** NPC: > Provavelmente vai querer voltar pra falar com aquela guria antes de sair, tudo bem, sair amanhã cedo seria melhor até.
[16:46] <Leo Tsukasa> Certo. Kaki já está melhor, Karine?
[16:46] ** NPC: > *olha*
[16:46] «!» Kaki se recuperou do desmaio, como se nada tivesse acontecido.
[16:47] <Leo Tsukasa> Então, para casa. Você, Alvero, ache outro lugar para dormir.
[16:47] <Leo Tsukasa> Pretendo me divertir com minha noiva hoje.
[16:48] ** NPC: > Ao contrário de você pé rapado, eu tenho minha própria casa, sabe?
[16:48] <Leo Tsukasa> Eu também tenho.
[16:48] <Leo Tsukasa> A conquistei com o meu próprio esforço.
[16:49] <Leo Tsukasa> *volta pra Kakariko*
[16:49] «!» Alvero e Tsukasa voltam para a Vila Kakariko, afim de se ajeitarem para partirem na manhã seguinte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.