AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

[SdJ] Leo Tsukasa em RAL Gensoukyo! (Parte 14)

Fim.

[22:28] «!» Depois de todos os acontecimentos e a chegada na Vila Maple, cinco anos se passam desde então. Tsukasa e Yumi permaneceram na vila, ele decidiu ficar para cuidar da saúda da garota que amava. Todos os outros integrantes da turma se dividiram ou alcançaram seus objetivos, deixando o lugar. Volta e meia Alvero e Anyah apareciam para visitá-los, mas era o máximo de contato que ambos tinham com seus antigos "colegas".
[22:29] «!» Com o tempo trabalhando para Totori, Tsukasa conseguiu financiar uma pequena casa em milhares de pequenas parcelas, possibilitando que ele e Yumi pudessem começar uma nova vida naquele lugar. Havia muitas coisas misteriosas naquela vila aida, mas Tsukasa se via preocupado demais com Yumi e consigo mesmo para se importar com isso.
[22:34] «!» O tempo também muda certas coisas. Yumi agora estava mais velha, e incrivelmente mais bonita. Seus cabelos adquiriram outras cores e agora era castanho claro, suas curvas se tornaram mais definidas e enfim, parecia outra pessoa. Tsukasa também aparentava ter amadurecido um pouco de seu antigo "eu" que só pensava em usar tentáculos para estuprar garotinhas, mas isso era apenas o que Yumi achava, podia não ser verdade.
[22:34] «!» Com o tempo, as condições da doença crônica de Yumi também pioraram, mesmo que Totori e Tsukasa se esforçassem bastante pra encontrar uma solução.
[22:36] «!» Naquela noite, Yumi estava deitada com bastante tosse e Tsukasa estava ao seu lado preparando um remédio, quando ouve batidas na porta.
[22:36] ** NPC: Porta: *Toc toc*
[22:36] Leo Tsukasa: *fala mais alto* Já vou! *vira para ela* Yumi, já volto.
[22:37] ** NPC: Yumi: Uhn.* acena com a cabeça*
[22:37] Leo Tsukasa: *levanta e vai atender a porta, um pouco preocupado com quem poderia estar trazendo mais problemas para eles*
[22:39] ** NPC: Totori: *Ao ser atendida e ver o rosto familiar, prontamente coloca um sorriso um tanto debochado no rosto* Boa noite, pervertido. Como vai?
[22:40] «!» *Ao ser atendida e ver o rosto familiar, prontamente coloca um sorriso um tanto debochado no rosto* Boa noite, pervertido. Como vai?
[22:40] ** NPC: Totori: *Ao ser atendida e ver o rosto familiar, prontamente coloca um sorriso um tanto debochado no rosto* Boa noite, pervertido. Como vai?
[22:40] Leo Tsukasa: "Como eu queria fechar a porta na cara dela" *¬¬* Noite. Se perdeu?
[22:41] ** NPC: Totori: Não, vim te ver mesmo. *entrava no local, sem pedir permissão* E a Yumi-chan, como está?
[22:42] Leo Tsukasa: *mantinha o mesmo tom de antes* Parece que piorou mais, já que você não consegue ajudá-la.
[22:43] ** NPC: Totori: Até hoje, meu caro hentai-san. *levava uma mão até o ombro de Tsukasa, sorrindo de leve*
[22:43] Leo Tsukasa: *os olhos abriam bastante, não era possível* Como... você... sério?
[22:45] ** NPC: Totori: É... eu finalmente descobri uma cura. *Ela tirava um pequeno frasco do bolso com a outra mão e o mostrava à Tsukasa, parecia ser um líquido negro ou roxo escuro, borbulhava um pouco.*
[22:45] Leo Tsukasa: "Já to vendo" Então, por que não testamos nela? Isso funciona mesmo?
[22:46] Leo Tsukasa: "Ela não faz nada de graça, então já espero... Se for por Yumi, não importa"
[22:48] ** NPC: Totori: É claro que funciona, você acha que eu traria algo que pudesse colocar a Yumi-chan em risco?
[22:48] Leo Tsukasa: Certo, eu sei que não. "Para ela não" Então, por que está esperando tanto? *fecha a porta*
[22:49] ** NPC: Totori: Porque... há um pequeno problema. *O olhar confiante de antes é substituído por um mais receoso, enquanto guardava a poção no bolso novamente*
[22:50] Leo Tsukasa: Falta algum ingrediente, estou certo? Onde posso achar ou comprar? *fica um pouco alterado, era pela Yumi*
[22:50] ** NPC: Totori: Não, a poção está completa... *virava aquele olhar receoso para o quarto em que Yumi estava, já conhecia o local de outras viagens* Mas ela tem um "preço", um efeito colateral no paciente.
[22:51] Leo Tsukasa: "Filha da..." *chega mais perto e fala mais baixo* Diga.
[22:53] ** NPC: Totori: Por que esse olhar zangado? Estou aqui pra te ajudar, com a única cura existente e você age dessa forma ingrata?
[22:53] ** NPC: Totori: Continua o mesmo de antes.
[22:54] Leo Tsukasa: Estou falando baixo para que ela não escute. Me diga, o que é?
[22:55] ** NPC: Totori: Mas enfim... a doença de Yumi é em partes psicológica, você sabe disso. Por ter sua vila destruída quando era menor e por ter sido abusada vários anos pelos seus parentes, essa doença desconhecida se desenvolveu em seu organismo e o danificou.
[22:56] ** NPC: Totori: Essa poção irá curar o organismo danificado dela em poucas horas, estará como se nunca tivesse ficado doente. Mas como medida final para que a doença não continue se manifestando, essa cura apaga totalmente as memórias de quem a bebe.
[22:57] Leo Tsukasa: *seu coração é praticamente esmagado, fica atônito, cambaleando até a parede mais próxima e se apoia com as costas, olhando para o teto* Eu mereço...
[22:58] Leo Tsukasa: Essa poção, tem alguma validade? *falava sem olhar para ela*
[23:00] ** NPC: Totori: As memórias jamais poderão ser recuperadas, por isso vim aqui te consultar o mais rápido possível... *olhava receosa para ele, e para o quarto ao lado* Você vê? A poção está borbulhando, ela só funciona enquanto estiver assim. *mostrava o líquido dentro do frasco, borbulhando* Ela deve perder o efeito dentro de alguns dias, ela é resultado de anos de estudo.
[23:01] ** NPC: Totori: Mas bem, pegando parte do seu salário todo mês compensou por isso! *Falava tentando animar um pouco aquele clima um tanto quanto pesado*
[23:02] Leo Tsukasa: Podemos... conversar amanhã? Você sabe como sair. *vai até o quarto de Yumi, uma ligeira lágrima passa pelo seu rosto e é vista pela alquimista, antes que ele passe e feche a porta e vire para olhar sua esposa, tentando não parecer tão... do jeito que estava*
[23:03] «!» Totori deixa o lugar em alguns segundos, depois de observá-lo correr até o quarto.
[23:04] ** NPC: Yumi: Leo...-kCOF COF! Ha.. era a Totori-chan? Pensei ter ouvido a voz dela...
[23:05] Leo Tsukasa: Sim, ela veio falar algumas coisas. *vai até a cadeira do lado da cama e se senta* Você vai achar isso engraçado, mas, pode escrever uma carta?
[23:06] ** NPC: Yumi: Uma... carta? Por que? *afastava um pouco o cobertor e olhava-o sentado ao seu lado*
[23:07] Leo Tsukasa: *segurava os sentimentos, estava quase chorando ali, algo raro* Digamos que seria uma brincadeira. Você escreve tudo o que passamos esse tempo e eu faço o mesmo. Cada um vai ter um ponto de vista diferente, e vai ser interessante saber como nos vemos.
[23:10] ** NPC: Yumi: Uhn... por mim tudo bem, mas você sabe o que eu sinto por você... desde antes até agora, não seria nada que você já não soubesse... cof cof!
[23:12] Leo Tsukasa: Calma, não se esforce tanto. Se quiser, você dita e eu escrevo, podemos mostrar para nossos filhos no futuro! *sorria, mesmo sabendo que aquilo poderia não acontecer por algum movimento maligno do destino* Eu até já pensei em alguns nomes.
[23:14] ** NPC: Yumi: Se você realmente quiser, por mim sem problemas...
[23:16] Leo Tsukasa: Vamos fazer amanhã, tá bem? Agora tente dormir um pouco, vou fazer seu café da manhã preferido e vamos fazer essa brincadeira.
[23:17] ** NPC: Yumi: Tudo bem.. eu.. zz.. *Antes de terminar a frase Yumi adormeceu, parecia estar bem exausta apesar de não ter feito muita coisa durante o dia*
[23:20] Leo Tsukasa: *cobre Yumi e sai do quarto, da casa também e se encosta na parede externa, deslizando de costas até o chão* Eu mereço... eu mereço... *chorava, baixinho, com a cabeça abaixada para evitar que vissem o que fazia, temendo pelo futuro dela; caso a poção não funcionasse, perder a memória seria o de menos* Ela vai me esquecer, e vou ter que conquistá-la de novo, só isso, não tem... problema... *tentava se convencer de que conseguiria, e chorava mais e mais*
[23:22] «!» E assim a noite passa, e o dia amanhece com uma leve chuva, uma garoa. Servia pra manter o ar fresco e úmido por toda a vila.
[23:25] Leo Tsukasa: *acorda cedo e prepara o tal café: ovos mexidos com chá, nada de especial ou caro, ela adorava aquilo* Pronto, falta ver se ela já está um pouco melhor. *vai até o quarto e bate na porta antes de entrar* Yumi?
[23:27] ** NPC: Yumi: Hnn, bom dia... *esticava os braços pela cama, ajeitando seus cabelos castanhos e sorrindo em seguida* Me sinto um pouco melhor... cof. *se levantava, colocando duas pantufas de gatinhos nos pés*
[23:28] Leo Tsukasa: Fiz seu café, e separei alguns papéis também, para fazermos a brincadeira logo depois. *estava um pouco nervoso, não queria que a poção se perdesse por demorar demais* Se quiser me usar de muleta, é só falar! *sorria, tentando animá-la*
[23:31] ** NPC: Yumi: Bobo, não precisa, ainda consigo andar... *se levantava da cama e ia até a porta, quase que arrastando os pés. Ao chegar até Tsukasa, a garota se apoia nos ombros do mesmo e dá um selinho nele* Bom dia, de novo. *Em seguida continuou indo até a cozinha, lentamente*
[23:33] Leo Tsukasa: "Melhor que funcione mesmo" *seguia a garota de perto, para evitar qualquer coisa, até finalmente sentar-se em sua cadeira, depois dela, e a servia* Acho que estou melhorando um pouco mais...
[23:33] ** NPC: Yumi: Melhorando?
[23:34] Leo Tsukasa: Prove, você vai ver. *falava com um sorriso no rosto, esperando a resposta dela*
[23:37] ** NPC: Yumi: Hm.. o que preparou? *evitava olhar para a mesa pra não estragar a surpresa*
[23:38] Leo Tsukasa: O seu preferido. *removia um prato de cima do outro, mostrando os ovos mexidos e descobria a garrafa térmica com chá, preparado horas depois* Então, não sou demais? *fazia uma cara boba*
[23:39] ** NPC: Yumi: Oh.. você fez tudo isso sozinho? *seus olhos brilhavam um pouco* Quem diria! e me desculpe por você ter que preparar o café...
[23:39] Leo Tsukasa: Eu até gostei, é bem fácil quando se faz para alguém que ama.
[23:40] ** NPC: Yumi: Uhn..
[23:41] ** NPC: Yumi: *Yumi pegava os talheres e provava a comida que Tsukasa havia feito*
[23:41] ** NPC: Yumi: Hmhm... *mastigando*
[23:41] ** NPC: Yumi: Muito bom, Leo-kun!
[23:42] Leo Tsukasa: *sorria mais, abobalhado* Hahaha, eu sabia que ia gostar!
[23:43] «!» E assim os dois seguem tomando o café da manhã sem trocarem muitas palavras, Tsukasa se preparava e observava a garota comer com delicadeza, até terminar.
[23:45] Leo Tsukasa: "Tenho que fazer isso logo, ela escreve a carta e a lê depois, reduzindo o susto inicial..."
[23:45] Leo Tsukasa: Yumi, vamos fazer agora? *terminara de lavar os pratos, e se aproximava dela com um sorriso* Depois eu digo o que me deu essa ideia, tá bem?
[23:45] «!» Toc Toc.
[23:46] Leo Tsukasa: "Saco" Espera um pouco que já volto. *vai até a porta e atende quem quer que seja*
[23:46] ** NPC: Totori: Bom dia...
[23:48] Leo Tsukasa: Já? Você pode ficar quieta na sala um pouco? Preciso fazer uma coisa com a Yumi.
[23:48] ** NPC: Totori: Mas é exatamente sobre ela que eu vim falar.
[23:49] ** NPC: Totori: Você irá dar a poção a ela, creio eu, certo? *Cruzava os braços e o encarava, séria*
[23:49] Leo Tsukasa: Sim, mas tenho que fazê-la escrever uma carta, assim vai diminuir o impacto depois que perder a memória.
[23:51] ** NPC: Totori: Esse é o problema... não acho que fará bem uma garota que não se lembrará de nada acordar ao lado de um homem que ela não faz idéia de quem seja.
[23:52] ** NPC: Totori: Ela irá provavelmente desmaiar depois que beber a poção.
[23:52] Leo Tsukasa: Pra isso a carta! *quase levanta a voz, mas se segura* Se ela a ler, vai entender quem eu sou pra ela.
[23:53] ** NPC: Totori: Quer mesmo fazer do seu jeito? *O encarava mais séria, agora* Acha que ela irá ler a carta e voltar pros seus braços?
[23:54] Leo Tsukasa: *ficara, novamente, sem palavras: o que a tábua disse fazia sentido, não tem como ela voltar do nada, só por ler uma carta assim*
[23:54] Leo Tsukasa: Se nós pudéssemos tirar uma foto juntos...
[23:55] Leo Tsukasa: Todo mundo aqui sabe que somos um casal, não... não...
[23:55] Leo Tsukasa: *volta para dentro da casa e deixa a porta aberta, procurando por Yumi*
[23:56] ** NPC: Totori: ...
[23:57] Leo Tsukasa: *volta para a cozinha, encontrando-a ainda na cadeira* Yumi, tenho que te falar uma coisa. "Se eu esconder vai ser pior" Totori achou uma cura, mas...
[23:58] Leo Tsukasa: *explica o efeito colateral e seu plano, para que ela deixasse algo para que pudesse melhorar o vínculo mais tarde*
[23:58] ** NPC: Yumi: Eu... não quero...
[23:59] Leo Tsukasa: Não quer? Mas a sua saúde!
[23:59] ** NPC: Yumi: Não quero me esquecer! *seus olhos ficavam um pouco lacrimosos*
[23:59] Leo Tsukasa: *abraça Yumi* Eu também não, e não quero te perder agora! Nós podemos recomeçar, vai ficar tudo bem!
[00:01] ** NPC: Yumi: Mas... e se eu não conseguir me lembrar? P-Pra me curar, deve ser algo realmente poderoso... eu não quero!
[00:04] Leo Tsukasa: *a solta e a olha nos olhos, também chorando* Eu sei que vai ser difícil, que vou fraquejar muito, mas eu te amo, todo o meu corpo diz isso, até minha alma poderia ser arrancada se fosse por você. Eu prometo, não importa como, vou te conquistar de novo.
[00:06] ** NPC: Yumi: NÃO! *Se agarrava a ele, apertando suas roupas e chorando agora* Você não pode fazer isso! Eu não ligo se fico doente, desde que eu fique com você está tudo bem!
[00:09] Leo Tsukasa: ... tá.
[00:09] Leo Tsukasa: Não vou te forçar.
[00:09] ** NPC: Totori: *Encostada no batente da porta da sala com os braços cruzados, apenas ouvindo a gritaria* ...
[00:10] ** NPC: Yumi: ...mesmo?
[00:10] Leo Tsukasa: Eu ouvi que perder a memória é o mesmo que morrer... acho que foi um amigo da web... não quero... logo agora...
[00:13] ** NPC: Yumi: Uhn. *Se abraçava mais ao garoto, temendo só pela hipótese daquilo*
[00:13] ** NPC: Yumi: Cof, cof.
[00:14] Leo Tsukasa: *retribuía o abraço, sem muita força, sabia que colocou o último prego no caixão dela* Eu te amo.
[00:15] ** NPC: Yumi: Eu te amo também, Leo-kun. *apertava mais* Cof, cof!
[00:15] «!» Tsukasa podia enxergar um pouco do líquido vermelho que saiu da tosse de Yumi em sua roupa, perto do seu peito.
[00:16] Leo Tsukasa: Vamos pra cama, você deve estar muito cansada.
[00:17] ** NPC: Yumi: N-Não é nada...
[00:18] Leo Tsukasa: Só... vamos...
[00:18] ** NPC: Yumi: Okay... *Ia abraçada com Tsukasa até o quarto, tão abalada que nem percebe Totori na porta quando passam pela entrada*
[00:20] Leo Tsukasa: *ajuda-a a se deitar e também o faz, olhando-a* Está confortável?
[00:22] ** NPC: Yumi: Uhum..
[00:23] Leo Tsukasa: Hikari.
[00:24] ** NPC: Yumi: ...?
[00:25] Leo Tsukasa: É um nome bem flexível, pode ser de garoto ou garota...
[00:25] ** NPC: Yumi: Hikari... é um nome feminino, bobo. *Yumi tosse mais um pouco, em meio a algumas risadinhas*
[00:27] Leo Tsukasa: Mas é bonito, como você... *escondia os sentimentos, sorrindo para esconder o desespero, falava do futuro ideal para esconder o medo do futuro real; aquilo não ia durar muito mais* A mãe mais bela que eu já vi.
[00:30] ** NPC: Yumi: Hehe... você também seria um bom pai. Mas nunca vou deixar ensinar aquelas suas magias pros nossos filhos!
[00:30] Leo Tsukasa: Eu ensinaria sim, sem que você estivesse por perto.
[00:32] ** NPC: Yumi: Jamais!
[00:32] ** NPC: Yumi: Hunf.
[00:32] Leo Tsukasa: *ria um pouco*
[00:34] «!» O borbulhar da poção no bolso de Tsukasa parecia cessar aos poucos...
[00:36] Leo Tsukasa: "Não tem outro jeito"
[00:41] Leo Tsukasa: *usando seu poder mais uma vez, toca o rosto dela enquanto usava seu poder de Luxúria Desenfreada, o mais forte que poderia, para abaixar a guarda dela; assim que estivesse com o líquido da poção na boca, cancelaria o poder e deixaria que Totori cuidasse de tudo* Me perdoe.
[00:46] «!» ...Eh? *sentido seu desejo sexual subir, Yumi sabia o que aquilo significava* P-Por que? Leo-kun... *Por um instante Yumi se lembrou de que aquelas haviam sido algumas das primeiras palavras que falou ao garoto após encontrá-lo, e agora estavam pra ser uma das últimas* Por que... *lágrimas começavam a percorrer seu pequeno rosto, até sua respiração ficar rápida, e ela perder a razão.* Hmm... *se posicionava de 4 na cama* De repente fiquei com tanta vontade de transar... você não? *olhava o garoto, estava com a cabeça na altura de seu membro*
[00:46] ** NPC: Yumi: ..Eh? *sentido seu desejo sexual subir, Yumi sabia o que aquilo significava* P-Por que? Leo-kun... *Por um instante Yumi se lembrou de que aquelas haviam sido algumas das primeiras palavras que falou ao garoto após encontrá-lo, e agora estavam pra ser uma das últimas* Por que... *lágrimas começavam a percorrer seu pequeno rosto, até sua respiração ficar rápida, e ela perder a razão.* Hmm... *se posicionava de 4 na cama* De repente fiquei com tanta vontade de transar... você não? *olhava o garoto, estava com a cabeça na altura de seu membro*
[00:48] Leo Tsukasa: *pega o frasco da poção, abre, e coloca perto da boca dela* Primeiro, beba isso. *estava sério, sem medo, perversão ou alegria no rosto ou na voz* Depois nós vamos brincar bastante.
[00:51] ** NPC: Yumi: O que é isso? Alguma coisa pra deixar as coisas mais interessantes? *Pega o frasco e o bebe inteiro, quase que em um gole* Não adiantou muito... eu quero esse aqui... *esticava a mão, tocando o membro de Tsukasa por fora da calça*
[00:51] Leo Tsukasa: *dissipa a magia, abraçando a garota em seguida* Me perdoa por ser tão burro e egoísta...
[00:52] ** NPC: Yumi: *Desmaia nos braços do rapaz*
[00:54] Leo Tsukasa: *deita ela na cama e dá um ultimo beijo nela; não era mais sua esposa* Totori. *sua voz estava trêmula, poucas lágrimas rolavam por seu rosto quando encontra a alquimista* Faça o que tem que fazer... *sai da casa e vai para algum lugar, ainda dentro da vila, um lugar onde pudesse chorar e se arrepender sozinho*
[01:00] ** NPC: Totori: *Receosa, entra no quarto de Yumi após Tsukasa sair, sem nem ao menos falar com ela. Continuava um cabeça-dura, isso não havia mudado em cinco anos.* Muito bem, Yumi-chan... você começará uma nova vida, agora saudável e sem lembranças ruins. Se prepare... talvez seja um pouco difícil, principalmente pro pervertido... mas se ele realmente te amar, deve dar um jeito. *sorria, enquanto formava uma cama de flores mágicas que carregavam a garota até seu atelier*

3 comentários:

  1. Ç.Ç Ç.Ç

    caralho estou chorando muito... não só eu, teus fans e os do shino e do keitaro tbm....

    uma choradeira só

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a mulher quer, destrói o homem sem precisar falar uma palavra.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Post urls = spam.