AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

[Ficha] Lagar Ciril e Julia Isabelle Vil Beatrice

"Entrei numa nova etapa de minha vida: a de um cara rico!"

Lagar Ciril
Mago Ocidental da Estrela Rubra e Negra [4] [Criação de Poções e Bombas], Padeiro (3) [fazer bolos], Seguidora (1) [Julia]. 
Gancho: atrai a atenção de idosos (principalmente excêntricos) com mais facilidade.
Um rapaz otimista e criativo em questão de truques e feitiços. Lagar era um simples invocador de criaturas, raramente se metia em excursões a dungeons e em missões perigosas, apenas fazia tarefas que exigiam encontrar ingredientes raros para alquimistas e magos em troca de receitas para poções. Seu tempo livre é usado para outro fim: fazer pães e bolos, trabalho esse que Lagar realmente se devota ao máximo em aprender mais e evoluir.

"Ele se esforça bastante e não é tarado como os outros, acho que posso gostar... dele..."

Julia Isabelle Vil Beatrice
Cavaleira da Lua Dourada (3).
Herdeira da Casa Vil Beatrice e exímia lutadora, chega a ser extremamente agressiva caso a cortejem ou toquem, seja homem ou mulher. Foi obrigada a se casar com Lagar após "uma tramóia que o rapaz arquitetou, ludibriando seu pai a dar-lhe sua mão em casamento". Na verdade, o Conde Arquimedes Vil Beatrice já estava senil, era difícil para o velho formar ideias concisas ou levemente compreensíveis. Um dia, o Conde fugiu (mais uma vez) de sua residência e acabara numa padaria que Lagar trabalhava de vez em quando. Ao provar os bolos do rapaz, o Conde quase surtou e proclamou que a pessoa que fez tal bolo desposaria sua filha. A fama que Julia tinha não era das boas, sempre espancava seus pretendentes até a quase morte... (In)Felizmente, o dono da padaria sabia da fama da garota e tratou de levar Lagar até a presença do Conde, ambos o arrastando sob protestos e gritaria para a mansão Vil Beatrice. Julia, obviamente, se enfureceu com mais uma artimanha de seu pai e espancou Lagar, algo que não era difícil de se fazer. Arquimedes, entendendo aquela cena como algo "romântico" correu para seu testamenteiro e lhe pagou uma generosa quantia para que alterasse o documento e colocasse que "apenas se Julia se casar com um rapaz como Lagar, ela receberia a mansão e a fortuna da família". O Conde faleceu horas depois, engasgado com uma ameixa. Julia prezava muito, e ainda preza, pelo nome da Casa Vil Beatrice, e decidiu se casar com Lagar a contra gosto. A Lua de Mel do casal nunca aconteceu e nem vai acontecer se depender dela, nem mesmo Lagar mostra algum interesse em deflorar sua esposa, por isso ela não o espanca ou agride.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.