AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Por que não posso odiar GURPS?



Sou uma pessoa ruim por não gostar de algo que foi praticamente esquecido? Algo que era aclamado numa época que não haviam outras opções? ONDE SÓ SE PODIA JOGAR COM ISSO E CALE A BOCA SE NÃO GOSTASSE?


Pois bem, mas surgiu um outro problema, a SDSS ou “Sindrome do sistema Superior”, onde um rpgista entra em um estado psiquiátrico onde acredita que apenas o seu sistema contem as verdades do mundo. Uma espécie de Bairrismo rpgistico que atrapalha até quando se busca alguém para jogar!

Todo sistema tem seu lado bom e ruim…

Os sistemas mais elaborados com maior abrangência de regras, facilitam o entendimento de mestre o jogador dando uma noção mais exata do tipo de ações possíveis, suas dificuldades e tudo mais, D&D é um desses onde temos uma variedade enorme de classes, monstros, tabelas e mais tabelas e o mundo fica melhor por isso!

Outro bom exemplo nesta categoria é o querido e odiado GURPS que por ser alem de tudo genérico possibilita uma série de campanhas diferentes sem precisar de outras regras!
Retirado daqui: link.

Vão dizer que sou hipócrita por gostar de 3D&T e não de GURPS...

“Jogando Gurps” com Akane, parte 1

[01:40] <Akane> mestre: você está numa sala com uma porta e uma janela, que está vedada[01:40] <Erdnaxel> hm… curiosidade quanto ao jogo….
[01:40] <Akane> player: vou para a porta
[01:40] <Akane> mestre: a porta está fechada
[01:40] <Akane> player: uso a maçaneta
[01:40] <Akane> mestre: você tem ‘usar maçaneta’?
[01:41] <Akane> player: tenho .-.
[01:41] <Akane> mestre: de alavanca ou cilindrica?
[01:41] <Akane> player: *olhando a ficha* de alavanca
[01:41] <Akane> mestre: então esquece. a maçaneta era cilíndrica =/ vc está preso para sempre…
[01:41] <Erdnaxel> mwahahahahahahahah
[01:41] <Reversal> Para essas e outras, pegue sempre os dois tipos.



Mas eu sempre vejo e escuto esse tipo de coisa quando pergunto: o que você acha de GURPS?

“Jogando Gurps” com Akane, parte 2



[01:42] <Akane> mestre: Você está na estrada e vê uma macieira
[01:42] <Akane> player: vou até a macieira e olho se há maçãs
[01:42] <Akane> mestre: tem ‘observar macieira?’
[01:42] <Akane> player: tenho. *player rola e passa*
[01:43] <Akane> mestre: há maçãs
[01:43] <Akane> player: subo na macieira e pego maçãs ^^
[01:43] <Akane> mestre: tem ‘subir em árvores’?
[01:43] <Akane> player: tenho
[01:43] <Akane> mestre: para macieiras?
[01:43] <Akane> player: tenho .-.
[01:43] <Akane> mestre: para maçãs vermelhas ou verdes?…
[01:43] <Akane> player: *olha a ficha* vermelhas…
[01:44] <Akane> mestre: então esquece =/ eram maçãs verdes…

Quando eu falo bem de 3D&T sou taxado de louco, otaku, retardado e coisas piores. Quando pergunto sobre GURPS tem gente que só falta arriar as calças e enfiar o livro básico no cu de tanta... ok, peguei pesado, mas é basicamente isso que acontece.

O que é GURPS? Sistema de Interpretação de Papéis Genérico e UNIVERSAL. Vejam que frisei bem essa palavra, universal. Procurando na sigla, não vemos a parte que fala sobre Game, ou Jogo. Por que isso?

GURPS sucks, and stop talking about it.


If you play GURPS, I hate you. I just want to get this out of the way.

Why, I ask?

Because you're as fucking bad as those Apple fanboys. "Oh guys, hey, did you see my new iPhone? It does everything your 3 year old flip phone does except it costs $400 and it has a touch screen."

Yeah, fuck you GURPS.


Your game isn't good for every system, no matter how many rules you shovel out for it. Your game doesn't even do anything well. I remember one time I downloaded GURPS lite because it always gets mentioned when somebody asks what system to run an idea in (I'll get to that later), and because I'm not interested in downloading generic basic rules and then a sourcebook or five to actually run a game, I checked out GURPS Lite. HOLY FUCK IS IT BAD. Like seriously, seriously bad. I don't know who would bother with this game.
Retirado daqui: link.

Vamos ver como devemos prosseguir isso aqui... O cara acima teve o mesmo problema que eu: rejeição imediata.

There is literally nowhere in this game that your actions aren't rigidly defined by the system. Talking, movement, the speed of your thoughts, what you can do while fighting, everything is defined even in the Lite rules. Where's the game at?
That's the big question to me.

Where is GURPS a game? Where is the part where you put down the dice? Is there any part of it?

Anywhere?
So fuck GURPS. General and universal my ass. GURPS is good if you're running a game where having a billion skills and extensive, exhaustive combat rules is a plus, which (as I recall now) is right around 0% of fiction and 0% of reality.
Outstanding. What a brilliant game. I can see why people would recommend that I run my wuxia game in GURPS seeing as how the system is so free-flowing and open and dramatic, or GURPS Zombies because it handles psychological stress and the inevitability of death and makes zombies an implacable foe worthy of actual fear, or GURPS Fantasy because it lets magic be mysterious and has a free-flowing combat system and gets out of the way so I can play.

Oh wait, it's the opposite of all that.

O que torna GURPS um jogo? Seu apanhado ridiculamente insano e desprovido de graça de regras? A ausência de alma? A quantidade enorme de opções que dá sem nem ao menos "te dar uma luz"?


A pergunta verdadeira é: qual o propósito deste post?


Eu me pergunto numa frequência quase insana: se GURPS é um sistema tão bom, por que todo mundo o largou? Opções de mercado. Quando o RPG começou a crescer e se desenvolver, lá naquele tempo imemorial de 30 a 40 anos atrás, não haviam muitas opções de jogo. Era um tempo chato para nós "do futuro", mas o pessoal se divertia. Eles se divertiam com esses jogos quando não queriam passar mais tempo na realidade chata e frustrante que tinham naquele tempo e que temos, de certa forma, hoje. Trabalho, família, sociedade, tudo isso acaba te enchendo o saco. Alguns enchem a cara de cana, outros se drogam, tem gente que ouve funk... e existem aqueles que fingem ser outras pessoas em outros mundos fazendo outras coisas. Cada um na sua.



Com RPG isso não é diferente: cada pessoa tem sua preferência por gêneros e quantidade aceitável de regras. Sim, essa segunda parte foi pra começar de verdade a postagem. Quando falam que GURPS tem regras demais referem-se a quantidade excessiva de Vantagens, Desvantagens e sei lá mais o que que se pode ter. Você pode ter um personagem que é um monte de coisas, mas deve ficar de olho na quantidade de Desvantagens que pega para equilibrar o gasto. Ok, isso é fácil de entender e de fazer, o problema está justamente ai: o Mestre (aquele fdp que vai dizer o que acontece e quem se fodeu até então, lembra?) precisa de um trabalho hercúleo para limar tudo o que não quer, separar os livros que pretende usar, estudar a fio as fichas dos jogadores para saber o que vai poder soltar em cima deles e todas aquelas coisas básicas que sempre acontecem. Na verdade, isso acontece com qualquer jogo... Por que com GURPS é diferente? Porque essa carga de trabalho é real. Os outros jogos dizem que se DEVE fazer isso, mas só quem está interessado em seguir o jogo à risca o faz. Em D&D você pode ignorar algumas coisas, em 3D&T você pode inventar boas maluquices, até mesmo com Storytelling dá pra fazer os jogadores surtarem com o que você deixa de usar! E com o GURPS, dá pra fazer isso? Não. O jogo trava caso esqueça alguma regra ou mini-regra que tenha escolhido usar, e até mesmo as que não tenha escolhido caso não tenha pego as melhores escolhas.

"GURPS é realista!"
"Não, GURPS é detalhista!"
"Vocês estão errados, GURPS é simulacionista!"
"Não esqueça de levar a calculadora."
"Sinceramente, joguei Gurps por 6 anos e não me lembro de ter usado uma calculadora nenhuma vez sequer durante uma sessão. Nem calculadora nem nenhum equipamento para realizar calculos."
"Mas o "core" do sistema é apropriado para pouquíssima coisa. Se você quer jogar algum estilo qualquer, é praticamente obrigado a usar regras opcionais."
"A 4ª Edição, no entanto, parece ter um foco óbvio em sci-fi."

Eu sou uma pessoa irritante, chata e teimosa, mas quando algo não me bate e eu não gosto, não há como me fazer mudar de ideia. E não esqueça de que vou falar mal disso até minha morte; ou depois dela também.


Quando falam que GURPS tem muitas regras, logo os fãs dizem "sim, somar, subtrair, multiplicar e dividir são operações muito difícieis pra você, né?". Estes se esquecem que essas operações são usadas praticamente todo o tempo, todo o fodendo tempo. Multiplicadores de dano, carga, testes de testes... Sério mesmo que isso não deixa nem a construção dos personagens correr bem? Pra que 20, 50, -40 pontos se posso ter valores menores, como 2, 3 e -2? Tem algo de errado comigo por querer ser prático?


If anything, scavenge the sourcebooks and ignore the actual rules text inside. Some of the sourcebooks are pretty good.

Outra coisa bem absurda que eles gostam de dizer: "ignore as regras quando for ler os suplementos de tal coisa que te interessa e você vai se divertir a beça". NÃO, eu não vou me divertir! Sabe onde mais tem pesquisas bem feitas sobre coisas que eu estou interessado? No Google! GURPS se diz genérico, mas cai na mesma categoria dos jogos voltados a materiais norte-americanos: não aceitamos animes e mangás e nada que venha de fora daqui. Animes e mangás costumam ter um pouco de exagero, assim como supers (blergh), mas por que é um gênero tão odiado por lá?

1. Genérico

Por (SP) em 28-09-2011

Que não especifica, abrange várias coisas, que se expressa em termos imprecisos ou vagos. Tipo de medicamento.

Sua explicação foi genérica.

2. Genérico

Por (SP) em 01-06-2009
1- Diz-se do que abrange várias coisas, sem especificar.
2- Diz-se daquele que se expressa em têrmos vagos ,imprecisos.
3- Diz-se do medicamento designado por seu princípio ativo, não por sua marca.
1- Você precisa ser menos genérico em relação a esse assunto.
2- Fulano fez apenas um resumo genérico dos acontecimentos de hoje.
3- É melhor comprar medicamentos genéricos, pois são mais baratos.
Sistemas são voltados a determinados assuntos, não existe um genérico real. Nunca existiu, nunca existirá. Essa afirmação é tendenciosa e, de certa forma, preconceituosa? É sim. Deixa de ser verdade? Não.
Se você usar todas as regras do GURPS ele perde o sentido.
Todo jogo é assim, mas no GURPS é bem mais acentuado
Qual o problema em aceitar que o Genérico e Universal no nome são duas mentiras inacreditáveis? Você pode segurar um tiro de uma arma da primeira guerra com uma armadura medieval? Ótimo, faça isso enquanto miro na sua cabeça. Não consigo acertar? Miro no chão e atiro, de preferência nos seus pés, os estilhaços vão fazer o serviço. Não consigo acertar? Mudo de arma, atirando e correndo para longe de você e de sua espada. Não consigo acertar? Dane-se, é um jogo. Sabe o que aconteceria se fosse outro sistema? Uma cena menos vexaminosa que essa.

Secondly, the real reason it's annoying, as I've mentioned, is that it bills itself as a general and universal game without actually doing either. It's like the D20 craze that exploded on the internet a couple of years ago. When you get right down to it, you're just playing D&D with a western theme on top of it. So it is with GURPS. You have the basic rules, which play about as well as you'd expect a "general universal" game to play- they're pretty boring rules, really. It's cool if you like them, because they seem like they would work. BUT (and it's a big but) it's a limited toolset. It can technically emulate any genre, but it does so poorly, by focusing on character building as a means of defining what the game is about. That's not really how it works. Creating a fantasy game isn't about what your character can do, although to prove it I'd have to write a separate post.
GURPS é um sistema, não um jogo. É um sistema que faz o que promete? Depende do seu grau etílico no momento. Dá pra enfiar milhares de coisas que deveriam funcionar? Dá, mas só depois de checar o que pode e não pode estar na mesa que você vai narrar. É jogador? Sinto muito, mas as 5 horas que você passou fazendo essa ficha vão servir pra nada nos 10 segundos que vão levar para você tomar um ataque de uma criatura mínima qualquer ou falhar em algum teste e morrer logo em seguida.

gurps é sistema q tem a capacidade de poupar o mestre de decisões dificeis facilitando o fluir do jogo e evitando conflito entre jogadores,alem é claro de possibilitar combinações quase infinitas (o q nenhum outro sistema novo ou velho é capaz de fazer).
é claro q alguem vai a parecer e dizer q por possuir tantos detalhes se torna um sistema dificil de se trabalhar, mas sempre devemos lembrar q qualquer regra pode ser desconsiderada ou até banida do jogo se for atrapalhar o fluxo do jogo(claro q um mestre de verdade não faria isso por q ele dominaria todos os porens e regras!!!!)
comecei com o gurps e conheço outros sistemas 3det,dd storyetaller... mas esses outros sistemas são sempre limitados no quesito realismo sempre deixa os amantes de regras com aquele gostinho de como...
pq... oq em gurps pode ser rapidamente resolvido com uma olhadela no mp como diria o arnaldo: a regra é clara!!!

Talvez não seja um problema com o sistema. Na verdade, não é SÓ com o sistema, mas com os bitolados retardados que insistem em jogar isso, ou que insistem em dizer que jogam. 

Gurps é o sistema mais flexível que conheço... sem dúvida D&D tem lá suas vantagens e tal... mas para pessoas inteligentes e criativas é possível fazer MILAGRES com Gurps... sim, é verdade.
Você pode fazer qualquer coisa com qualquer sistema/jogo de RPG, mesmo que não esteja nas regras, sabia? Você pode ser inteligente sem precisar dizer que joga GURPS pra isso, sabia? Qual o problema do d20? Fantasioso demais, popular demais, quebra fácil em níveis altos? Qual o problema do 3D&T: é voltado para um público que gosta de criar coisas novas, de se divertir com pouca coisa ou com o que criou, é algo ainda subestimado por vocês "jogadores de GURPS"?

GURPS serve para apresentar conceitos e ideias, mas não levá-las adiante em seu sistema; ele é só fachada. A Steve Jackson Games sabe fazer livros bons, como o Book of Erotic Fantasy (pra d20, que maravilha), livro este que cita e ilustra, mesmo que de leve, várias coisas que não canso de postar aqui no Atmoland.

Quer jogar com um maluco de colant e cueca por cima da calça com falso moralismo e altamente hipócrita? Mutantes & Malfeitores é pra você. Quer jogar num mundo Cyberpunk e dar uma de cracker/aventureiro? Cyberpunk 2020. Quer jogar algo com aquele sabor dos jogos japoneses no tempo que GURPS chegou no Japão? Sword World RPG 2.0, Night Wizard, Tenra Banshou Zero e vários outros estão por ai. Quer fazer uma aventura estilo Pulp ou qualquer coisa que o valha? Savage Worlds, por mais que eu desgoste dele estar sendo apresentado como o "novo GURPS" pela mídia.

Talvez, o meu problema com o GURPS seja sua pretensão em equacionar uma realidade: eu fico procurando as brechas, inconscientemente. Eu não creio que esse equacionamento realmente seja possível, então eu prefiro sistemas que o façam de maneira despretensiosa, que não queiram ser levados tão a sério. Acho complicado levar RPG tão a sério quanto o GURPS necessita que se leve... campanhas "suaves" em GURPS me parecem ser um devaneio...

Enfim, não gosto. Não me chamem para jogar, nem para assistir.
Existe gente que pensa como eu ainda, que alívio.
Eu até acho que campanhas mais leves são possíveis. Tudo, aliás, é possível com GURPS. Mas certamente existe outro sistema ou cenário mais adeqüados.
Enfim, fica uma pergunta: se GURPS é tão bom, tão inacreditavelmente bom, se todo mundo que não gosta dele é um retardado, então por que existem jogos tão parecidos e com temáticas definidas desde o começo, e que conseguem atrair tanta gente mesmo com o mercado de RPG cheio de opções?

Este é um post tendencioso e cheio de opiniões de outras pessoas que casam quase que perfeitamente com as minhas. Leve a sério se quiser, eu não me importo, mas saiba que não vou aguentar conversa mole de viúvas chorando a morte deste... cadáver?

Fulano: Olha, se quiser aprender a jogar RPG eu te ensino. Tenho o Mini-GURPS aqui comigo.
Ciclano: GURPS? Sempre falam que é um jogo ruim, que tem regra pra cavar buraco e talz...
Fulano: É só intriga da oposição, bora que eu te mostro o que dá pra fazer.
1 hora depois
Fulano: Então, o que achou? Legal, né?
Ciclano: Ah, sei não, meu PS3 tem coisa mais interessante que isso...
Fulano: PS3? Tu brinca de boneco também? Então vai lá, seu filhinho de papai, vai lá se masturbar e ficar vendo mulher pelada na internet! Eu venho aqui e gasto meu tempo explicando as maravilhas do GURPS e você nem ai...
Ciclano: Mas eu nem pedi por isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.