AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Tudo que falácia será trolado contra você




Sim, todos nós já sabemos que merda é essa, e também dos putos que AMAM chegar e dizer "você está vomitando falácias" e vão embora sem nem contribuir com a conversa.

Realmente, quando se está dialogando e usando experiências próprias para justificar seu argumento mas não as apontar deixa a conversa um pouco estranha, digna de um tom de "você está errado" por parte da outra pessoa. O problema é quando a outra pessoa sequer se importa em observar esse ponto e começa a lhe declarar um "vomitador de falácias".

Um tal de "de onde você tirou essa ideia?" cairia bem, de vez em quando.

Quando eu tento conversar com outras pessoas pela internet, costumo falar sobre coisas que me importam em primeiro momento, seja RPG, hentai, animes, ou algum outro assunto que surja na hora. Conversar sobre coisas que não me dão o mínimo de interesse, como Gurps ou religião, sempre acabam dando em treta, independente de se eu tenho algo como base (um simples chilique) ou falo de algo que vejo acontecer direto nos jornais locais (um fato constatado).

"Não, você está cuspindo falácias, esse argumento não é válido."

E o que seria válido para alguém assim, afinal? Chego num lugar, dou minha opinião unilateral e sou tachado de falaciador? Essa porra virou moda?

Originalmente, esse termo era usado por gente provavelmente intelectual para não virar na cara do outro e dizer "você está mentindo". Chamar outra pessoa de mentirosa é algo pesado hoje em dia por causa do caralho do politicamente correto, essa viadagem que transforma gente em carneiros assustados. Pense comigo: quando foi a última vez que você se divertiu mesmo? Foi vendo Zorra Total, aquela privada televisiva que reúne bordões enfadonhos e repetitivos toda semana que visa o povão retardado, ou foi com alguma piada ou programa que usava de um tom mais "ácido"? Nesse tempo que a gente podia colocar o que tivesse em mãos para todo mundo ver e divertir qualquer um, até mesmo os ditos "ofendidos", era realmente uma época verdadeira. Imagine o que aconteceria se você virasse para um gordo e o chamasse de gordo e depois contasse uma piada de gordo? Toma um processo.

"Você está saindo do ponto da questão, está entrando numa falácia sem fim."

Não, meus caros, não estou saindo do ponto da questão ou mentindo para ninguém: quando dou meu argumento ou opinião eu tenho uma base que, no calor do momento, costuma ser esquecida por causa dessa minha falta de juízo já conhecida.

"Você falou que todos os cristãos são farinha do mesmo saco."

Existem cristãos, existem católicos, existem evangélicos e existem protestantes. Me respondam: quem foi que saiu por ai com seu grupinho pra descer a porrada num "terreiro de macumba", recentemente? Quem foi que invadiu um apartamento durante uma sessão espírita e espancou um pai de família na frente da mulher e filhas? Quem foi que começou a espalhar por ai que "todo negro é azarado por ser negro"?

"Não, isso é intriga da oposição, essas pessoas não são culpadas pelos seus atos..."

Quem os obrigou a fazer tudo isso? Seu Manual da Vida Perfeita, manipulado à séculos por uma minoria que pretende dominar as massas (e o faz muito bem) ou a televisão? Melhor, não é tudo culpa desse livrinho maldito, mas sim da ignorância que esses pobres carneiros são submetidos todos os dias pelos de colarinho branco e pelos que se dizem "líderes" desse povo. Acho que já deve ter notado a quem me refiro com essas metáforas.

"Não dá pra dizer que todos os que seguem uma determinada religião são potenciais assassinos apenas por ler esse livro."

E como eu vou saber? Preciso esperar que um grupo de criminosos invadam a minha casa a mando de um líder corrupto que tomou posse de uma área que deveria servir aos direitos humanos e das minorias e que, ironicamente, é contra uma parte dessa minoria? Será que está mesmo certo deixar o lobo tomar conta das ovelhas?

"E o que isso tem a ver com tudo?"

Simples: alguém de alto cargo inicia uma cruzada contra homossexuais e simpatizantes. Vários fiéis acatam a ideia e partem para a violência. Por serem ignorantes e retardados, não distinguem seus alvos de outras pessoas que eles pessoalmente desgostam, e iniciam um verdadeiro massacre contra todo o tipo de gente: homossexuais, simpatizantes, adeptos de outras religiões, doentes mentais, drogados, gente inocente, "otakus" e "geeks". Eles não atacariam traficantes por estes estarem armados, claro.

"Você está vomitando falácias."

Só foi necessário a palavra de um líder corrupto para que uma guerra civil estourasse.

"Você está sendo paranoico."

Quer mesmo esperar pra ver isso tudo acontecer? Ou vai se mexer e tirar esses imundos de lugares que não deveriam estar e punir os ladrões que usam do Manual da Vida Perfeita para enriquecerem às custas de gente ignorante?

"Isso é apenas uma questão de interpretação. Veja, se você interpretar o livro desse jeito..."

E quem lê essa merda de livro para as multidões de fiéis? Quem diz que é o "profeta do senhor" nos templos de adoração a esses profetas, não à divindade que dizem servir? Por que temos tantos cartazes e shows de profetas e não de simples adoração à essa divindade?


Enfim, me exaltei de novo e quase saí do cunho da postagem. Então vamos fazer assim, vamos resumir:

O que é falácia? É o mesmo que mentira.

Quando usam o termo falácia? O tempo inteiro, principalmente quando querem te irritar e desmoralizar, praticamente humilhar, quando você dá uma opinião, seja embasada ou não.

Por que devo me preocupar com isso? Vai perder valiosas horas da sua vida com canalhas que não são dignos de pena na hora que sua morte violenta chegar.

Por que falou dos crentes criminosos ali? Porque o são. Se você vir uma cena dessas acontecendo, de imbecis portando uma biblía e espancando uma pessoa enquanto gritam passagens dela, pegue o primeiro pedaço de pau que vir e encha esses merdas de porrada. Não hesite em fazer isso com os que agredirem homossexuais também, feito o cara que deu com uma lâmpada na cabeça de uma pessoa.

Isso não é incitação ao ódio? E desde quando eu fui uma pessoa calma?

2 comentários:

  1. Gosto do estudo do argumento falacioso. Aprendemos um monte de coisas, mas podemos sofrer a tentação que utilizar os mesmos argumentos para se sentimos "superiores" de que a grande "maioria".
    É uma opinião pessoal. ^_^
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que me motivou foi uma semi-flame em que eu falei que não gostava de um grupo fazendo merda em nome de outra organização e terminei sendo chamado de mentiroso e falacioso.

      Gente que GOSTA de se sentir por cima vai fazer de tudo pra te derrubar, mesmo que seja uma opinião comum para tal assunto.

      Excluir

Post urls = spam.