AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

RAL - Adolescência e Bonecas



»3
Adolescência e Bonecas
Algumas bonecas estavam preparando uma bandeja de chá e biscoitos, como ordenado por sua mestra, até que ouviram um grito no andar superior e voaram até lá. Chegando no quarto, as bonecas se espantam com a cena: sua mestra, uma garota por volta dos 12 anos, usando um vestido de casamento, de véu e tudo, olhando excitadíssima para o espelho.
-Não achei que mamãe tinha um gosto tão bom para vestidos! – exclama a garota.
As bonecas suspiram, aliviadas, e voltam aos seus afazeres. Porém, duas permanecem ao lado de sua mestra, ajudando-a a remover o vestido e a guardá-lo apropriadamente. No momento seguinte, as duas bonecas começam a brigar e puxar o cabelo uma da outra, como se estivessem disputando algo.
-Eu vou me casar quando estiver pronta, podem ir abaixando o faixo as duas. – fala a garota, com um grande sorriso no rosto.
As duas bonecas param de brigar e viram suas cabeças para o chão, deprimidas.
-Oooi, Alice! Você tem visitas!
Após recuperar-se rapidamente do susto, a garota desce as escadas e atende a porta. Yuzu está mais animada do que de costume e Tsubaki, com o rosto avermelhado, observa as duas de longe.
-Olá! – diz Yuzu, animada – Aimu pediu pra te entregar esse tomate aqui!
Alice percebe o desconforto de Tsubaki.
-Não me diga que você...
-Naquela moita ali! – Yuzu aponta para uma direção.
-Minha nossa, Yuzu – diz Alice, num tom de reprovação – você tem que parar com essa mania de atacar todos os homens que entram por engano em Gensokyo. Eles vão acabar achando que aqui é um bordel ou coisa do tipo.
-He he he, é que eu fiquei excitada depois que ele enfrentou a Aimu, não foi por mal!
-Explica isso direito. – Alice dá passagem à dupla.
Logo que se sentam, bonecas vem voando com bandejas de chá e biscoitos. Tsubaki fica maravilhado com a cena.
-Então, – Yuzu fala enquanto devora um prato de biscoitos – esse cara aqui veio de fora e quase caia na porrada com Aimu!
-Para de falar com a boca cheia. – Alice mais uma vez reprova as ações de Yuzu.
Tsubaki explica o que aconteceu quando chegou. No momento em que Alice ia falar algo, alguém bate à porta.
-Sou eu.
-A casa também é sua, esqueceu? – Alice fala na direção da porta. – E coloque uma cara alegre pra não assustar as visitas!
Tsubaki não sabe o que falar ou sentir quando vê aquela mulher. Uma aura de poder e solidão irradiavam dela, suas roupas mostravam o quão experiente em combates ela era. De certa forma, ela e Alice tinham uma aparência similar, quase como se fossem a mesma pessoa com 10 anos de diferença.
-Desculpe pelo incômodo, – ela fala – vou deixar as compras ali e irei para o meu quarto.
A pequena Alice pula da poltrona em que estava sentada e vai até a mulher, irritada.
-VI-SI-TAS! Eu disse que a gente tem visitas! Você tem que ser mais sociável, Arise!
Alice pega a mão da mulher e a puxa até o sofá de frente para os convidados e a senta. Logo em seguida volta para a poltrona onde antes estava sentada. A mulher não mostrava nenhuma emoção, mas, com um olhar atento, era possível notar um leve cansaço em suas feições.
-Ah, essa é Arise. – Alice trata de apresenta-la para Tsubaki – Ela é um pouco tímida, mas faz tudo o que eu mando!
-Isso não é algo para se gabar, Alice-chan. As pessoas podem interpretar errado... – Yuzu finalmente termina de comer todos os biscoitos dos pratos. – Bem, já fiz meu trabalho. Agora tu se vira, Tsubaki.
Yuzu se levanta, espreguiça-se e vai até a porta. Antes de sair, ela se vira e fala alto.
-Ele disse que quer ir pro Makai.
Yuzu fecha a porta e vai embora, com um sorriso travesso no rosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.