AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

RPG Animesco: o que seria isso? Parte 2


Segunda parte da matéria sobre RPG e Anime. Agora sim explico o pra que que eu fiz isso.

Lembrando que essa é a MINHA opinião sobre o assunto, e não sou nenhum crítico de merda especializado e nem fico esfregando na cara de todo mundo que o jogo que eu gosto ganhou algum prêmio sem valor por ai.

Por onde podemos continuar esse assunto? Já sei: sobrenatural. Tirando uma caixa de texto do Slayers d20, nós temos:


A forma como o ocidente vê o oriente é diferente, isso já sabemos. O negócio é que os pontos de vista também influenciam na aceitação que as pessoas tem do mundo e dos seus mistérios. No quadro acima é dito que, no oriente, demônios e espíritos são aspectos naturais do mundo espiritual, e coexistem conosco desde sempre. Quando pegamos um texto sobre a Europa medieval, o que achamos?


Isso mesmo, achamos muitas merdas a respeito disso. A demonização da magia e do mundo espiritual, colocando o desconhecido como coisas malignas que vão comer a tua bunda assim que tu der chance e espaço pra isso. Já no mundo oriental essas criaturas e seres só irão interagir contigo se você interagir com eles, e não vai rolar essa "Corrupção" que sempre podemos encontrar por ai: Corruption de True20, Magia Caótica do D&D, Paradoxo do Mage, pra citar alguns mais famosos. Quer outro exemplo muito legal?


Demônios querem a Terra de volta pra mandar o quanto quiserem usando a força bruta, Anjos querem dominar a humanidade e transformar a todos em zumbis sem mente que só fazem louvar aos céus. Essa é a interpretação japonesa da interpretação ocidental do mundo espiritual.

Resumindo: RPGs anime podem tratar de temas sobrenaturais e com criaturas de outros planos sem o menor problema, pois é da cultura deles entender que fazem parte de algo muito maior e que não são o centro do universo.


Outro ponto bem importante: comédia e humor. Quando você vai ver a sinopse ou contra capa de um RPG gringo você vê lá "participe de aventuras épicas num mundo medieval com elementos fantásticos". Quando vai ler um japonês (ou que foi inspirado em um) vai achar "venha se divertir nesse mundo e crie sua própria história!". Os jogos tradicionais tentam te passar um mundo sério e focado em aventuras infindáveis, sem dar espaço pra quase mais nada do que a porradaria e ao arroz-com-feijão. RPGs japas te dão um mundo com uma história que você pode seguir e fazer parte, construir e evoluir e se tornar algo ali (claro, só na sua mesa; exceto se o Replay da sua aventura for aceito pela editora do jogo), de viver como o seu personagem de fato.

Falando nisso, os mundos são mais coloridos e mais interessantes de se espelhar.









Imagine para qual deles eu olharia com mais desejo? Pois é, mesmo sem entender lhufas de katakana e hiragana, eu partiria sem nem pensar duas vezes para a opção da esquerda.

Resumindo: a arte influencia, e MUITO, num RPG. É ela quem vai dizer qual o tom do jogo para a pessoa que está interessada em comprar o livro.

Outro ponto importante: fluxo do jogo. Tudo bem que toda campanha medieval tem que começar na taverna, ok, é o cliche que mais bota a coisa pra funcionar, mas existem formas mais interessantes de se fazer isso. Um bom exemplo é do jogo que to narrando agora, com cada PJ sendo levado por um PdM por ai e, por coincidência, terminam se encontrando. Os PdMs brigam por qualquer coisa e os PJ acabam tendo de conversar um com o outro pra fazer amizade e passar o tempo.


Isso me lembra algo que faz falta pra alguns e faz outros chiarem como velhas no cio: armaduras. E não apenas armaduras e roupas dos personagens, mas armaduras femininas. Não sei quais leitores daqui não acham armaduras femininas que praticamente inexistem como algo ruim ou nojento, mas vou falar assim mesmo: FODA-SE. Elas existem em mundos de FANTASIA, com MAGIA, e HABILIDADES REALMENTE ESPECIAIS. Se você vive preso na caixinha fechada "realista" de GURPS ou da pouca vergonha que é Storyteller/lling, então volta pra lá e cala a boca.


Enfim, RPG Animesco é sobre se divertir enquanto faz seu personagem ser alguém, usar e abusar dos tropes de anime e dividir suas experiências com os outros.


Nota: 3D&T e outros sistemas de compra de pontos são mais indicados para jogos aqui abordados, mas não use M&M. Sério, não use, ele não te dá a mesma sensação de quando você joga uma adaptação de Anime, na verdade ele é só ruim.

Nota2: Não use termos de M&M em 3D&T, por favor. "Os Descritores de não-sei-o-que deveriam mudar e tais Vantagens tem que sair pro meu 3D&T ficar melhor". Cara, foda-se o que tu quer (se vai  fazer isso pra Supers): 3D&T foi feito pra ANIME, MANGÁ E JOGOS, NÃO pra Supers.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.