AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Grancrest RPG (Em inglês)


O que é Grancrest?
Grancrest RPG é um RPG de alta fantasia dark japonês que retrata os acontecimentos de um mundo em guerra com o "Chaos", uma força misteriosa e sobrenatural que avacalha as leis da física onde quer que apareça, e também é capaz de invocar portais que trazem criaturas terríveis e medonhas de outros mundos; criaturas estas que só querem meter a porrada em tudo o que se mexe.



A única coisa que pode salvar a humanidade do Chaos são os heróis: Lords, usuários de símbolos misteriosos conhecidos como Crests, usados para exorcisar o Chaos; Mages, usuários da rara habilidade de sentir o Chaos e molda-lo a sua vontade, habilidade esta também conhecida como magia; e Artists, raros humanos tolos o bastante que tentaram e conseguiram se fundir ao Chaos e tiveram o corpo modificado pela experiência, recebendo poderes acima de qualquer humano normal.


E deveria me importar com isso?
Eu não sei, talvez não se for um fã de um certo cenário nacional e esteja gritando "é igual ao o que conheço/jogo todo final de semana!", obviamente errado. O cenário de Grancrest RPG foi criado por Mizuno Ryo, autor de Record of Lododss War (entre outros). O jogo foi criado por Yano Shunsaku, autor daquele jogo japonês recentemente traduzido para o inglês: Double Cross.

O jogo em si é mecanicamente rico e não tem aquela enxurrada de regras desnecessárias em jogos que nos foram empurrados goela abaixo por tantos anos (GURPS, d20, GURPS, Storyteller e GURPS). Dentre as várias possibilidades em Grancrest, nós temos: um arsenal incrível de opções de personagem (a maioria voltada para combate), regras para administração do seu próprio reino (parte crucial de se jogar com um Lord, já que é necessário proteger o povo do Chaos e reconstruir o que se foi perdido através de um sistema feudal que existe nesse mundo), e um sistema de batalhas em massa onde os heróis/PJs lideram seus próprios exércitos, mantendo o nível de abstração necessário para manter a diversão e não o "advogadismo de regras".


Mais algo?
O PDF traduzido a seguir é obra de um gentil anon do /tg/, que dedicou horas de sua vida por esse jogo tão japonês e fora dos padrões saturados de d20 que vivemos hoje em dia.

Quando li o livro notei que o anon deixou grande parte do texto no mesmo tom que está no livro original, ou seja, não houve uma "abridigação" das regras como foi feito no Meikyuu Kingdom e Kancolle RPG (que um dia posto aqui). Isso significa que você vai encontrar algumas coisas batidas e outras que não parecem fazer sentido pro que você está acostumado.

Lembre-se: use o que lhe for conveniente (quanto aos conselhos para o mestre).












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post urls = spam.