AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Touhou + Earthbound = Touhoubound?

Touhou + Earthbound = Touhoubound?: "Olá para todos, eu tinha que postar um dia sobre isso, então será hoje, Touhou Mother, é um jogo doujin gratuito feito no RPG Maker(qualidade extremamente boa) e que foi baseado obviamente em Earthbound, o jogo se passa entre Mother2 e Mother3(seria os earthbound jap, no caso EB1 e EB2), a historia se passa em Gensokyo, quando Reimu e Marisa estavam entediadas e resolveram sair por aí, quando percebe que um ser do mundo de fora aparece, esse ser é PORKY, mas pelo visto ele perdeu a memória, mas o que vai ocorrer daqui em diante? Só jogando pra saber!

Screen Shots




O jogo contém 4 dificuldades, Easy, Normal, hard e Lunatc, não sugiro jogar no Hard ou Lunatic, porque o HP é na base do Drum Roll system, ou seja, quando toma um dano grande ele vai diminuindo lentamente e se conseguir se curar a tempo ta salvo, mas no hard ou no Lunatic ele diminui numa velocidade muito ignorante, então não recomendo muito(porque aconteceu isso comigo e tive que jogar até o final desse jeito xDD)

Download

O jogo em jap
http://www1.axfc.net/uploader/Li/so/34682&key=seiboroku

Para felicidade de vocês tem versão em INGLES
Download version 1.1111 of the translation here! (Total size: 9.65 MB)
http://vgboy.dabomstew.com/games/TouhouMother.rar

RTP Japonês(necessário pra rodar o jogo, não é possivel usar o RTP Português/Ingles)
http://tkool.jp/rtp/2000rtp.exe
↑Talvez seja necessario usar o Applocale se der erro no meio da instalação aos 44%

Fonte:
http://vgboy.dabomstew.com/other/touhoumother.htm

Caso ocorra erro... Não sei D=

Topico no Fórum
http://www.hakurei.com.br/forum/jogos-doujin/touhou-mother/

Parece que vai ter um Touhou Mother 2, porém ainda ta sendo criado.
"

ARC XII -18

Bem pessoal, voltei com a versão 1.0 do ARC XII.

Baixem e comentem! Preciso de seu feedback!


http://www.4shared.com/document/ndKhkRPP/ARC_XII_PT-BR_-18.html

Inject some wonder into your modern world with The Cursed by Michael Evans

Inject some wonder into your modern world with The Cursed by Michael Evans: "
The Cursed RPG by Michael Evans is a free roleplaying game set in the modern world with elements of the supernatural interlaced with every day life. The Cursed have The Gift: the ability to reach beyond our mundane world into a supernatural realm. Each gift is different and as the name suggest, not always understood or welcomed by humanity. The world the Cursed live in is our world. The aire is an optimistic one: people are generally nice to each other but there are fringes who are bat-shit mental. There is a simple mashing together of supernatural ideas and the real world, a duality tightrope the player characters teeter on each day. The Cursed is definitely homebrew but is it the tasty scrumpy you've distilled in your shed or is it the harrowing vinegar widow maker?

You're a bit Cursed

Player Characters are Cursed. In my case, so are the players. Each have a gift (unlike my players). There are broad character classes: Shamans, Mystics, Sorcerers, Summoners, Blessed and Changelings. Each draw their power from different places. There are 5 primary statistics (attributes): Body (Strength), Health (Resistance to sickness), Mind (Intelligence), Social (Like-ability) and Soul (Willpower). You roll dice to determine your points and then assign. On top of that, you pick skills, class, spells and powers.

At the final gong, you can spend some more points to beef up the areas to bring your character together. I like this step because it admits that character creation is a process that isn't linear. No matter how hard we designers try to make the steps simple and straight forward, the process the player's imagination goes through is anything but that. The process one of my players goes through is a terrifying ordeal of GM baiting maelevolence.

A bit of mechanics

Very functional. It uses a D20. No surprises. I'm not going to dwell. Let's move on.

Your world, and a bit

Many modern RPGs say that the setting is 'Where you live - Ta daa!' and this is about as welcome as a drunkard announcing descent for landing. In The Cursed, it's imperative that it is where you live because without the familiar, the extraordinary isn't. You need to base it in a place entrenched in the minds of the player group and where better than your home shire*/town/city/village/hamlet. What makes The Cursed an interesting prospect is that Michael has provided a swollen sack of evocative places, monsters and organisations for you to permeate the place you reside. Most are familiar but are gathered together and described in such a way that storylines tear of the page.

The descriptions are very much set on the personal scale. The secret societies and planes of existence where your players can visit are well described, although I would like some more indication of how they work together.

There are plenty of character driven goals to meet without resorting to battling with the FBI of becoming the chief Mason. You could run this with that scope but I feel The Cursed is brave and novel for not doing that. I like the idea of beginning a game session where the PCs have just met up for pizza after a mundane day at work and one of the group of friends runs in having seen a portal open up in the middle of a grinning mugshot on a billboard. A quick shuffle up a ladder (which is also a good description of the UK's Space Program) and the player characters (some still eating pizza) can see into the Astral Plane. Or Spirit World. Or Goblin Market. Or the World Wide Web. They notice from the bite marks in a nearby truck that something came out. It's broader than Buffy, nuttier than Neverwhere and more varied than... than... a modern fantasy story beginning with V.

I cursed, a bit

Michael has definitely applied my rabid guide to organizing a free RPG but there is still some work to do. The layout is very simple, needing full justification, reducing the paragraph indent and increasing its spacing. There's a load of white space that needs removing. I would cut back on the designer's self questions. Much better placed on the website. There is a lot of repetition and at a casual glance, it suggests that big organisations aren't important and then lists lots. You have to read most of the book to realise it's a personal-level game. Some of the bigger, less obvious spells could do with a short précis. You could end up with a rubbish character because of the point assignment. All of these can be tidied without much of a problem and did not detract from my enjoyment of the game.

My only other minor concern is that the character classes are described as being pitted against each other. As a GM, you will have to come up with a reason why different Cursed are working together or take the chicken's route and force all the players to play the same class. That might work in your group, I'd be lucky to leave the building in pieces identifiable by forensics.

A bit of a conclusion

The Cursed tastes like the homebrew you tell all of your friends about. You know, the one that you drank all night, made you merrily bellow Rollerblades into the dishevelled face of your angry neighbour at 3am before performing a mumbling collapse in a trash can 11 miles from home. The next morning, you wake without a headache and unveil to your friends this incredible elixir: that caused a 6 mile conga line, cured you of your embarrassing kneecap baldness and got you a wallet stuffed full women's phone numbers**. They take one look at the murky sludge in the plastic tub and leave, later un-friending you on Facebook. You know, that homebrew***? The Cursed is a delightful read that cannot fail to cause tickly idea bubbles in your tired grey matter. Go on, take a sip...

Thank you for sharing, Michael! :)

* Don't laugh, quite a lot of us live in a shire. I live in the Shire of Berks.
** Most of which can only have been gained during your romp through a retirement home.
*** It's just me? Oh.
"

Cacete!

ARC XII

Então pessoal, tudo bom com vocês?
Venho aqui divulgar o meu novo sistema, ARC XII, e uma rápida
adaptação de Mahou Shoujo Madoka Magica para ele.
Baixem e comentem! Quero mais opiniões e fãs!

http://www.4shared.com/document/rGbZI5Mp/ARC_XII_PT-BR.html (versão 0.9)
http://www.4shared.com/document/JMA2jSx5/ARC_MADOKA_PT-BR.html

Defensores de Tóquio no TopBlog 2011

Defensores de Tóquio no TopBlog 2011: "
O prêmio TopBlog 2011 já está valendo, e o Defensores de Tóquio resolveu não ficar fora dessa. Claro, existem muitos blogs renomados, de grande peso, na categoria que estamos concorrendo — a saber, Jogos e Games. Mas acreditamos no pensamento de que, quando não se tem nada a perder, nada pode-se perder. O prêmio então visa reconhecer, por meio de votação popular e acadêmica, os blogs brasileiros mais populares, que tenham a maior parte do seu conteúdo voltado para o público brasileiro. Para saber como participar desta empreitada, prossiga!

O Defensores de Tóquio é um blog muito novo, temos apenas SETE meses de vida, isso sem considerar a experiência obtida no comando dos Portal Defensores e Defensor3, mesmo assim somam-se apenas um ano e dois meses. Um reconhecimento por um trabalho de tempo tão curto, não deve ser esperado assim, logo de cara. Mas trata-se de uma época que “aparecer” para o mundo, se torna necessidade. E desde já vamos mostrando aqui não só a cara do 3D&T, mas sim a cara do RPG Nacional. Podemos mudar a perspectiva de que blogs de RPG não são reconhecidos, assim como a galera do RPGVale conseguiu no ano anterior. E então, tá afim de dar essa “colaborada”?


Você pode fazer a votação de forma muito simples. Clicando neste banner aqui em cima, ou no selo aqui na barra lateral direita, ali em cima! O sistema solicitará sua votação por e-mail ou pelo Twitter (na minha opinião, o mais prático), e pronto! Você já colaborou com a divulgação não só do Defensores de Tóquio, mas também do RPG Nacional.

Agora é só divulgar! Em breve voltamos com novidades.
"

Videos for May 22, 2011

Videos for May 22, 2011: "

【描】ラクガキ東方OP~グリモワール・オブ・マリサ編~【完】



(Nicovideo)


【東方】サムライチャンプルーOP【風神録】



(Nicovideo)

ぼくらの非想天則に合わせて絵を入れてみ



(Nicovideo)
"

The Gamers, Dorkness Rising em Link Direto

The Gamers, Dorkness Rising em Link Direto: "
Quando você pensa em filmes para mostrar a jogadores iniciantes, principalmente em fantasia medieval, você pensa em quê? Senhor dos Anéis? Dungeons and Dragons? Krull?
Bem, eram esses filmes que me vinham à mente, até eu ver The Gamers, Dorkness Rising!
Esse filme é uma verdadeira coletânea de clichês de RPG, indo desde "o cara com amnésia sexual" até "o cara que sempre morre", passando pelo "mestre assassino", o "advogado de regras", etc.
Lodge é o mestre de jogo. Basicamente, um zé-ninguém que quer publicar uma aventura de RPG, mas tudo que fez até o momento foi o título dela. Como seu grupo é formado por vagabundos, ele não passa da primeira palavra (Uma vez que o grupo está jogando a história que Lodge quer publicar). Querendo mudar isso, ele aceita no grupo a ex-namorada de um dos jogadores, que acaba por se tornar o diferencial que fez a aventura andar.
O filme usa um recurso de troca de cenas entre a "vida no RPG" (com seus personagens cativantes, armas porreiras e garotas gostosas) e a “vida real” (com os mediocres jogadores, dados espalhados por todo lado e... já citei a mediocridade dos jogadores?), mantendo um ritmo parecido com o de uma mesa de jogo real - até mesmo nos seus momentos mais absurdos.
O filme foi produzido pela Dead Gentlemen, sendo que eles também possuem outras produções interessantes, como um filme que parece ter sido um piloto do "The Gamers, Dorkness Rising" que se chama apenas "The Gamers". Outra produção interessante é uma websérie chamada Journey Quest, que já resultou no primeiro DVD oficial e está disponível no Youtube.

A imagem acima possui um link para um arquivo de Container do Jdownloader (*.dlc), contendo link's diretos para os filmes "The gamers" e "The gamers, Dorkness Rising", mais suas respectivas legendas. Esse arquivo deve ser arrastado para a janela do Jdownloader, que vai cuidar de gerenciar seus downloads.
"
Nota: pelo que parece, o link do JDownloader foi pro cacete. Use esse, se estiver a fim de ver esse filme completamente maluco: http://masmorradescuidada.blogspot.com/2011/05/gamers-dorkness-rising-em-link-direto.html

Oh Tam, I want your babies.

Oh Tam, I want your babies.: "

Oh Tam, I want your babies.
"

Cirno para 3D&T Alpha

Cirno para 3D&T Alpha:

Gensoukyou, o mundo de Touhou Project, se originou de um poderoso ritual que selou um determinado trecho de terras "mal-assombradas" do Japão antigo em uma barreira mística, que separou essa região do resto da Terra. E o que isso têm haver com a Cirno?

Bem, é sempre bom revisar.

Sobre a Cirno



Cirno é uma fada, provavelmente a mais forte e boboca de todas. Diferente das outras fadas do gelo, Cirno possui uma chama (sic) ardendo em seu coração, que a impulsiona ao seu objetivo: manter o título "Eu sou a mais forte"!
Ela gosta de pregar peças em seus oponentes e, muitas vezes, costuma treinar congelamento com sapos . Ela os congela para então vê-los ressuscitar ao descongelá-los em água. No entanto, ela tende a falhar em uma de cada três tentativas, deixando os pobres anfíbios em pedaços.
Desde que foi derrotada por Reimu e companhia durante o evento da névoa escarlate, Cirno vêm participando de um combate após o outro para testar sua força e aprimorar suas técnicas, fazendo várias amizades pelo caminho.

Cirno (12 pontos)
F0, H2, R3, A0, PdF2
Escala Sugoi: o mínimo necessário para representar o poder destrutivo apresentado nos jogos.
Fada de Gensoukyou (2 pontos): Cirno é uma Fada do Gelo (dã). Porém, em termos de regras, Fadas de Gensoukyou são muito diferentes da Fada Artoniana descrita no Manual 3D&T Alpha. Mais detalhes na descrição da Fada de Gensoukyou, mais abaixo.
Ataque Especial (Amplo, Poderoso, Lento, Frio/Gelo) (4 pontos): Com seu Icicle Fall, Cirno pode congelar tudo e todos ao alcance de seu Poder de Fogo. Gasta 2 PM's por uso por Cirno ser uma Fada do Gelo, ou 5 PM's por uso em lugares quentes.
Quando ocorre um Acerto Crítico, este ataque se manifesta numa forma muito mais poderosa, que Cirno batizou de Diamond Blizzard.
Caso seja utilizado em conjunto com a manobra Choque de Energia (pg. 1D+73 do manual), ela pode congelar até mesmo os projéteis de todos os inimigos! Cirno batizou esta variante de Perfect Freeze por esse motivo.
Restrição de Poder Incomum - Locais Muito Quentes (-1 ponto): Cirno têm problemas para usar seus poderes em locais como vulcões ativos, saunas, fontes termais, etc. Nessas situações, o gasto em PM's dos seus poderes é dobrado.
Fada de Gensoukyou



Fadas são humanóides aladas que encarnam algum aspecto imprevisível da natureza. Todas se parecem com crianças com asas, de tamanhos que variam de um palmo até o de uma criança de 10 anos, geralmente com cabelos e olhos de cores luminescentes. Também possuem personalidades que geralmente conbinam com sua aparência.

Quando se aventuram, é apenas para conhecer novas pessoas e exibir suas capacidades. As fadas vivem em grandes comunidades, tão grandes que acabam por mudar o clima do local em que se instalam. Um bom exemplo é a comunidade de Fadas do Gelo localizada à beira do "Lago das Brumas", que possui temperaturas abaixo de zero o ano todo, enquanto o clima em sua borda oposta é temperado! Um detalhe: membros masculinos desta raça são chamados de Pixies.

Corpo de Criança - Mesmo as maiores Fadas são tão pequenas quanto crianças humanas, daí sua Força acaba sendo limitada. Fadas recebem uma penalidade de Força -1 devido ao tamanho reduzido, mas não chegam a sofrer as conseqüências da Desvantagem Modelo Especial como outras raças de tamanho menor que o humano. Mesmo as menores fadas podem achar utensílios para seu tamanho facilmente ou mesmo compensar seu tamanho reduzido usando magia;

Asas Iridescentes - Toda fada possui um ou mais pares de asas iridescentes que se adaptam a qualquer roupa ou equipamento vestido - a impressão é a de que as asas não estão realmente presas ao corpo, mas tendem a ficar "coladas" em suas costas. Da mesma forma, as asas nunca atrapalham a fada de forma alguma, como ao tentar passar por locais estreitos. Fadas recebem os benefícios da Vantagem Vôo.

Encarnação da Natureza - Fadas são a personificação de um aspecto imprevisível da natureza. Porém, esse aspecto varia de acordo com a raça da Fada, ou seja, cada aspecto existente da natureza possui uma raça de fadas que podem manipulá-lo mais facilmente. Fadas recebem a Vantagem Elementalista, sendo que o elemento escolhido determina a raça da Fada. A raça mais comum é a das Fadas do Gelo, mas podem existir fadas de todo tipo de Elemento como Fogo, Madeira, Plástico, etc.

Idade Quase Imutável - Fadas podem passar centenas de anos com a aparência de uma criança de 10 anos, mas isso não é apenas um efeito visual: Fadas são realmente imunes a ataques de envelhecimento. Além disso, fadas se transformam em um pó finíssimo quando mortas, mas esse estado é apenas temporário: elas retornam à vida depois de algum tempo, fazendo um barulho característico. Fadas recebem os benefícios da Vantagem Imortal, além de serem imunes a ataques de envelhecimento.

Ser uma Fada de Gensoukyou desconta 2 pontos de personagem.


Espero que esta adaptação seja útil para quem a leu. Até a próxima!


Novos jogos de Touhou?!






Imagens Spoiler do Episódio 12 de Madoka

Se você viu, ou não, o Episódio 12, aqui vai umas screenshots pra te deixar com saudades, ou doido.