AVISO

A nova política de uso do Google me fodeu legal, agradeçam a ele quando virem o que aconteceu com os posts antigos.

Sobre Touhou Project



Algumas informações básicas que eu deveria ter colocado já há algum tempo.

(Post 1000°!!!!)

Gensokyo

Gensokyo (幻想郷 Gensoukyou, literalmente Terra da Ilusão ou Terra da Fantasia) é o nome do local fictício onde ocorre a série Touhou. Sua cultura lembra vagamente a de um Japão feudal, mas com vários elementos de folclore adicionados.
Gensokyo era originalmente uma região desolada e assombrada do Japão há eras atrás. Os youkai que viviam lá aterrorizavam as terras das redondezas, e, então, humanos poderosos e heróicos foram enviados para os exorcizar e exterminar. Essa longa batalha entre humanos e youkai durou até o ano de 1884 A.D., quando Gensokyo foi selada de nosso mundo, que cada vez se tornava mais cético e científico, com a criação da Barreira Hakurei. Pouco contato ocorreu entre nossas sociedades desde então. Hoje, o único portal conhecido entre Gensokyo e nosso mundo é o Templo Hakurei, que se localiza em remotas e distantes montanhas do leste.
Gensokyo é populada principalmente por youkai, mas uma população razoável de humanos e coelhos também vive nela. Alguns de seus habitantes foram para lá para se enconder, para escapar, para encontrar abrigo quando ninguém nem nenhum outro lugar os aceitaria. Muitos deles simplesmente gostam das trevas natural.

 

>Geografia

Gensokyo, a área limitada pela Barreira Hakurei, é um território de no mínimo algumas dezenas de kilômetros de diâmetro, embora seu tamanho exato ainda não tenha sido mencionado em materiais oficiais. Localidades notáveis incluem a Montanha Youkai, com comunidades de kappa na sua base, tengu em seu topo e o Santuário Moriya perto de um lago em seu pico; a Floresta da Magia; a Floresta de Bambu Perdida, onde Eientei está localizado; a Mansão do Demônio Escarlate, cercada por um lago enevoado; a Vila Humana, que assume-se estar num fértil vale; e o Rio Sanzu separando Gensokyo de Higan.
Embora a passagem através da Barreira Hakurei ao mundo exterior seja virtualmente impossível para qualquer um exceto Yukari Yakumo, é significantemente mais fácil o acesso de habitantes de Gensokyo a domínios de deuses, demônios e espíritos que não fazem exatamente parte de Gensokyo. Esses incluem Higan, o Mundo dos Mortos, Makai, o reino Celestial visto em Scarlet Weather Rhapsody, e o Inferno abandonado do subterrâneo onde Subterranean Animism se passa.
O capítulo 4 de Cage in Lunatic Runagate revelou que a Montanha Youkai preserva sua aparência como Monte Yatsugatake como ela era antes de Sakuya-hime, a deusa do Monte Fuji, a destruir por inveja. No mundo real, hoje, vestígios da montanha podem ser vistos como o Monte Yatsugatake no Parque Nacional Yatsugatake-Chūshin Kōgen entre as prefeituras de Nagano e Yamanashi, fornecendo uma indicação de onde Gensokyo se localizaria no Japão. O Lago Suwa (諏訪湖, Suwa-ko), que deu nome à Suwako Moriya, se localiza nas redondezas.

 

>Bestiário

 

Boneca

Boneca (人形): um objeto artificial mais frequentemente de tamanho pequeno e com aparência humana/humanóide. Embora normalmente inanimadas no mundo de fora, as bonecas de Gensokyo parecem significantemente mais móveis. Isso costuma ser (embora nem sempre, como no caso de Medicine Melancholy) devido ao caso de serem magicamente controladas por uma manipuladora de bonecas, assim como Alice Margatroid. As bonecas que Alice usa parecem ilimitadas em número, pois ela regularmente as sacrifica em ataques explosivos e nunca parece ficar sem bonecas. Não é de se admirar que certas bonecas pareçam vítimas.
Exemplos: Medicine Melancholy, Shanghai, Hourai.

 

Celestial

Celestiais são humanos ancestrais, eremitas que podem ser divididos em duas classes: aqueles que ganharam a imortalidade e subiram ao paraíso, e aqueles que receberam a luz e entraram no Nirvana. Diferentemente dos humanos que vivem suas duas vidas diárias na terra, eles vivem de um modo mais descontraído ouvindo música, pescando e jogando jogos.
Eles costumam descer à terra para dizer coisas absurdas que perturbam os humanos normais e depois voltam ao paraíso. Os corpos dos celestiais são veneno para os youkai, e as feras são temidas por eles. Eles também podem voar e montar nas nuvens, dando a eles uma aparência ainda mais assustadora e divina.
Exemplo: Tenshi Hinanawi.

 

Coelho

No mundo de Touhou, os coelhos () que vivem em Gensokyo parecem ser capazes de realizar ataques mágicos naturalmente. Também, um coelho pode se tornar um tipo de youkai após existir por um longo período de tempo, ganhando sensitividade e habilidades aumentadas no processo. Também há coelhos da lua (月の兎), que em geral parecem ser mais poderosos do que os coelhos normais. Os coelhos da lua parecem ser usados como soldados capazes no esforço da guerra da lua, e podem se comunicar telepaticamente uns com os outros através de distâncias extremamente longas (assim como da Lua à Terra).
No mundo de Touhou, o uso dos coelhos como parte da população lunar vem de contos antigos na Ásia oriental, possivelmente relacionados ao fato de que as antigas pessoas asiáticas viram um coelho na lua fazendo bolos de arroz, em vez de um rosto sorrindo (o “homem na Lua”). Embora eles possam ter uma aparência humanóide, você pode identificar coelhos e coelhos da lua pelas duas orelhas alongadas no topo de suas cabeças.
Exemplos: Tewi Inaba, Reisen Udongein Inaba.

 

Diabo/Demônio

Diabos são uma raça poderosa que habita Gensokyo, como magos ou vampiros. Mas uma vez foi dito que eles viviam em diferentes partes de nosso mundo até as aparições em massa dos Caçadores de Demônios e outros Cristãos que os matavam.
Vampiros são considerados como um tipo de diabo em Gensokyo. Demônios também são um tipo de diabo.
Exemplos: Remilia Scarlet, Flandre Scarlet, Koakuma.

 

Empregada

Uma empregada (メイド) é qualquer ser que é contratado para servir a uma casa. As tarefas incluem atender aos ocupantes da casa, preparar comida para os donos e visitas, limpar e manter a casa e a propriedade que a rodeia, e em Gensokyo, agir como guarda-costas contra intrusos. Elas normalmente se vestem em uniforme de empregada francesa, por razões inexplicáveis.
De acordo com ZUN, uma empregada é “um ser mítico sobre o qual todos nós já ouvimos falar, mas que nunca vimos”.
Exemplos: Sakuya Izayoi, Mugetsu, Yumeko.

 

Fada

Uma fada (妖精, yousei) é uma simples criatura mágica que representa um aspecto da natureza. Muitas delas também têm a mente simples.
O termo “fada” é às vezes usado de modo sinônimo ao termo “elfo”, mas as fadas não têm nada do aspecto cultural rico associado com raças élficas.
As fadas podem ter habilidades relacionadas às quatro estações, clima, emoções, longevidade, decadência, fertilidade, ou outros aspectos da natureza. O poder emanado por uma fada não costuma representar muita ameaça ou até mesmo nenhuma, portanto elas gostam de brincar por aí, em vez de causar grandes problemas. Felizmente, muitas fadas são dacilmente impressionadas.
Exemplos: Cirno, Lily White, a maioria dos inimigos comuns em Phantasmagoria of Flower View.

 

Fantasma

Tornar-se um fantasma (亡霊) é o que acontece a criaturas vivas quando elas morrem. Estando morto, qualquer um pode pensar que não se precisa mais de comida, sono, dor física, ou outras inconveniências de estar vivo. Se algo assim é verdade não se sabe. O que sabemos é que eles gostam de fazer festas, comer, comportar-se cripticamente, continuar a fazer as mesmas atividades que faziam na vida, e geralmente se divertem. Dentro das seguras fronteiras do Mundo dos Mortos, os fantasmas vivem os dias de sua pós-vida indo atrás de qualquer coisa que passe por suas mentes. Há algumas dicas vagas sobre uma lista de regras que até mesmo os mortos devem seguir, mas detalhes específicos ainda não foram revelados. Fantasmas são facilmente distraídos. Há de haver um lado ruim em estar morto, mas se houver um, com certeza não é óbvio.
Embora muitos pensem que os fantasmas e os poltergeists são da mesma espécie, na verdade eles não são, de acordo com ZUN.
Exemplos: Yuyuko Saigyouji, Youmu Konpaku (só metade), Mima.

 

Hakutaku

O hakutaku é uma criatua mítica e espiritual que dizem que só aconselha aos reis virtuosos. É geralmente retratado como parecendo um leão que pode ser distinguido pela presença de um ou dois chifres. Frequentemente tem olhos extras na sua face ou nas costas. Costuma ser considerado como sendo bastante inteligente e bem culto.
No folclore japonês, dizem que um hakutaku visitou o Imperador Koutei ("koutei" é a palavra japonesa que significa “imperador”, por isso é um conto fictício). A criatura podia falar e explicava que só havia visitado o maior e mais auspício dos reis. O hakutaku explicou para o imperador que haviam 11.520 youkai no mundo; ele também ensinou o imperador como escapar de e exorcizar os maus e lidar com os bons. O imperador pôs todo aquele conhecimento em uma enciclopédia sobre youkai.
Exemplo: Keine Kamishirasawa (hakutaku humana).

 

Humano

Os humanos (人間) de Gensokyo são fisicamente similares aos humanos de nosso mundo, mas são notavelmente diferentes em termos de habilidades. Nos tempos antigos, os bravos humanos, que sabiam como lidar com entidades sobrenaturais, viajaram para uma área infestada por youkai que agora chamamos de Gensokyo. Eles passaram a ficar lá de modo a observar os youkai e impedir que eles aterrorizem o resto do país. Estes humanos capazes lutaram freqüentemente contra os youkai. Um dia, Gensokyo foi selada do resto do mundo. Tendo sido separados do resto da humanidade, os humanos de Gensokyo ignoraram avanços científicos e desenvolveram um poder espiritual inato e formidável para conseguir sobreviver. Hoje, um humano normal de Gensokyo é provavelmente um pouco mais poderoso do que um youkai comum, mas a população de youkai é muito maior do que a de humanos.
A maioria dos humanos vive na Vila Humana, mas alguns poucos vivem em outros locais notáveis.
Claro, existem certos humanos excepcionais que podem lutar de igual para igual contra os seres mais poderosos de Gensokyo.
Exemplos: Reimu Hakurei, Marisa Kirisame, Sakuya Izayoi, Sanae Kotiya.

 

Kappa

Kappa (河童) é um tipo de fada aquática que vive nos rios. Freqüentemente retratados como tendo um bico e um casco de tartaruga, eles são conhecidos por terem grande curiosidade sobre os humanos, às vezes desafiando os humanos em testes de habilidade, comendo crianças, e adorando pepinos.
Os kappa de Gensokyo parecem pensar que se dão bem com os humanos, mas o folclore passado de geração para geração pelos humanos sugere o contrário.
Na época em que a Barreira Hakurei foi formada, os kappa construíram a estátua de dragão na Vila Humana, a qual as pessoas veneram todos os dias. Os kappa até instalaram um dispositivo de previção meteorológica nele.
Os kappa de Gensokyo vivem principalmente na base da Montanha Youkai.
Exemplo: Nitori Kawashiro.

 

Kedama

Kedama (毛玉, bola de pêlo) são inimigos de fase que aparecem no EoSD e no PCB na fase 4; como seu nome sugere, eles parecem bolas de pêlo branco. Eles aparecem num número de jogos de fãs, sendo o inimigo mais comum em Moedan e os jogos de plataforma da Tasofro, Super Marisa Land e MegaMari. Em fanart, eles são freqüentemente desenhados com faces °д° e associados a Lily White.

 

Kitsune

Geralmente, kitsune () é só a palavra japonesa que significa “raposa”. Porém, quando usada no folclore japonês, kitsune é um tipo de youkai, e acredita-se que ele possua uma grande inteligência, vida longa, e poderes mágicos. Um dos elementos mais notáveis dos kitsune são suas numerosas caudas: eles podem possuir até nove. Quanto mais caudas um kitsune tiver, mais velho e mais poderoso ele/ela é. O maior poder de um kitsune é o da ilusão: eles podem enganar um humano fazendo com que ele não consiga ver nada. Por causa desta habilidade, eles são considerados como mestres em pregação de peças em muitas histórias.
Algumas lendas dizem que assim que uma pessoa ganha a confiança de um kitsune, será difícil para outros convencerem o kitsune do contrário. Eles são extremamente leais àqueles em que confiam, e freqüentemente fariam de tudo por essas pessoas.
Exemplo: Ran Yakumo.

 

Lunariano

Os lunarianos (月人, "uma pessoa da lua") são aqueles que vivem na lua ou vieram da lua. Eles se assemelham de muitos modos aos humanos, e são classificados como humanos em Perfect Memento in Strict Sense. Porém, lunarianos vivem muito mais tempo, e até é dito que eles vivem para sempre. Eles possuem a mais avançada tecnologia que existe e, supostamente, de acordo com Kaguya, são os que deram origem à magia. A lua também é habitada por coelhos da lua.
Exemplos: Eirin Yagokoro, Kaguya Houraisan, Watatsuki no Toyohime, Watatsuki no Yorihime.

 

Mago

Magos (魔法使い ou 魔女) no mundo de Gensokyo são seres poderosos que têm a habilidade de aprender e praticar qualquer tipo de magia que exista no mundo. Muitos seres mágicos só podem usar o poder mágico inato com o qual eles nasceram, mas os magos podem desenvolver qualquer poder que quiserem após estudá-lo e analisá-lo.
Magos “naturais” são uma subclasse de youkai, e herdam esta habilidade única como sendo parte de seua raça. Magos humanos não nascem com esta habilidade especial, e, em vez disso, praticam e treinam para mestrar a habilidade de um mago. Porém, magos humanos devem se esforçar ainda mais do que magos naturais para alcançar os mesmos resultados.
A casa de um mago normalmente é cheia de livros, anotações ou artefatos, devido à quantidade de estudo e trabalho requeridos para aprender qualquer tipo de magia. Por isso, os magos geralmente são vistos como tipos caseiros e cultos de pessoas.
Exemplos: Patchouli Knowledge (natural), Alice Margatroid (youkai mas um dia fora humana), Marisa Kirisame (humana).

 

Nekomata

De acordo com o folclore japonês, um gato (neko) que vive por um longo tempo pode se tornar um tipo de youkai chamado de nekomata (猫叉). Acredita-se que depois de um gato chegar aos dez anos, sua cauda lentamente se separaria em duas, e, com o tempo, desenvolve poderes mágicos, primariamente os de necromancia e xamanismo. Os nekomata também têm a habilidade de adquirir a forma de um humano, e geralmente são hostis para com estes.
Há também um tipo de nekomata que viveu em Nabeshimahan (鍋島藩), que viveu tempo o suficiente para dividir sua cauda seis vezes, resultando em sete caudas. É o nekomata mais poderoso do Japão.
Exemplos: Chen, Rin Kaenbyou.

 

Oni

Oni () são fabulosas criaturas do folclore japonês, similar aos demônios ou ogros do ocidente. Eles quase sempre são retratados como seres com força e poder incríveis; fisicamente, dizem que dois longos chifres crescem de suas cabeças. Os primeiros contos folclóricos dos oni geralmente os descreviam como criaturas benevolentes que podiam afastar o mal e punir os maldosos. Porém, com o tempo, os oni começaram a ser vistos como criaturas cruéis e malevolentes, que só se contentavam em destruir.
No mundo de Touhou, os oni geralmente são alegres e amam beber, fazer banquetes, e competir com os humanos em qualquer tipo de concurso, desde simples lutas físicas até jogos de bebidas.
Há muito tempo, quando um oni encontrava um humano que eles gostavam, eles tentavam tal humano a desafiá-los de modo que o humano desejasse fazer isso. Se o humano perdesse, eles eram sequestrados. Devido aos humanos normais nunca terem chegado próximo do nível de habilidade dos oni, os humanos procuraram táticas furtivas para os derrotar. Cansados de serem enganados e mortos o tempo todo, os oni juraram se afastar dos humanos e foram para um lugar livre do alcance humano... ou é o que a lenda diz. Foi revelado em Subterranean Animism que o Subterrâneo foi o refúgio dos oni por todos estes anos.
Exemplos: Suika Ibuki, Yuugi Hoshiguma.

 

Pardal da Noite

O pardal da noite (夜雀), ou galinha frita (揚げられていた鶏), é uma lenda folclórica no oeste japonês. De acordo com a lenda, se você sair à meia-noite, o pardal da noite irá seguí-lo enquanto canta “Chin Chin”. A aparição de um pardal da noite é um sinal de que você encontrará um lobo/cão selvagem em breve. A lenda também diz que se você capturar o pardal da noite, sofrerá de uma severa cegueira noturna.
Exemplo: Mystia Lorelei.

 

Poltergeist

Um poltergeist (騒霊) é um ser muito parecido com um fantasma, e é frequentemente visto anunciando sua presença introduzindo a desordem. Eles podem manipular objetos sem tocá-los. Eles também podem se manifestar visivelmente, audivelmente e solidamente no mundo material (assume-se que nem todos os seres fantasmagóricos tenham uma habilidade assim). Poltergeists parecem ter talento para descobrir e causar o tipo de interferência que causará o maior transtorno em qualquer situação sã.
Especulativamente falando, o talento deles para a baderna pode ser o que permitiu as irmãs Prismriver se tornarem famosas como a equipe “Phantom Ensemble”, visto que elas fazem música que afeta todos os nervos da audiência.
Embora normalmente se pense que fantasmas e poltergeists sejam da mesma espécie, na verdade eles não são, de acordo com ZUN. (Provavelmente isso é porque os poltergeists em Touhou (as irmãs Prismriver em particular) não são espíritos dos mortos, mas construções baseadas no poder de Layla).
Exemplos: Lunasa Prismriver, Merlin Prismriver e Lyrica Prismriver.

 

Sacerdotisa

O termo “sacerdotisa” em japonês (巫女, miko) refere-se especificamente às garotas de altar da religião Shinto. Elas vivem e trabalham em um templo Shinto (um “jinja”, em japonês). Sacerdotisas geralmente são virgens e realizam vários ritos de pureza e castidade, e se submetem a várias formas de treinamento físico e mental. Elas também praticam rituais de selamento e purificação, que são altamente baseados em forma e simbólicos, e são usados para abençoar, purificar, ou exorcizar maus espíritos.
A ferramenta principal de uma sacerdotisa, ou possivelmente simplesmente a mais popular, é um bastão com um papel elaboradamente dobrado no final, conhecido como um “gohei”. Outras ferramentas comuns são pequenos papéis retangulares usados para selar, chamados “o-fuda”; estes são elaboradamente pintados com vários símbolos místicos e ritos de selamento.
Exemplos: Reimu Hakurei, Sanae Kotiya.

 

Shikigami

Shikigami (式神) é o termo usado para os espíritos evocados de um “onmyouji”, um feiticeiro japonês. Os shikigami são usados para proteger e servir a seu mestre, assim como o conceito ocidental do familiar de um mago. Há muitos tipos de shikigami descritos em lendas, o tipo mais comum sendo pedaços de papel encantados que podem produzir a ilusão de um outro objeto da vida real.
O tipo de shikigami visto no mundo de Touhou são entidades distintas, não inicialmente criadas pelo onmyouji que, através de algumas circunstâncias, concordaram ou foram condenados a ajudar o onmyouji. Os shikigami freqüentemente têm um elo especial com seus mestres, o que pode fazer com que seus onmyouji recebam os danos causados aos shikigami. Por causa deste elo e da enorme quantidade de energia necessária para manter os shikigami, os onmyouji não costumam evocar mais do que um ou dois shikigami ao mesmo tempo.
Exemplos: Chen, Ran Yakumo.

 

Shinigami

O papel de um shinigami (死神, deus da morte) parece similar ao da "Morte" no folclore ocidental, pelo menos de algumas maneiras. Eles transportam as almas dos mortos para onde elas podem ser julgadas. Em Gensokyo, isso significa levar as almas para a Yama (ou Enma) Shikieiki Yamaxanadu. A única shinigami conhecida de Gensokyo, Komachi Onozuka, transporta as almas para o equinócio (Higan). Isso é aparentemente feito cruzando o Rio Sanzu, o equivalente japonês do rio Styx (o rio subterrâneo na mitologia grega).
Exemplo: Komachi Onozuka.

 

Tengu

Um tengu (天狗) é uma forma de youkai comum na mitologia japonesa. Em geral, os tengu são análogos à idéia ocidental de duendes. Existem duas subespécies de tengu. Os karasu tengu, ou tengu corvo, são similares a corvos antropomórficos com uma estrutura corporal humana, enquanto os yamabushi tengu são mais humanóides, mas com pele vermelha e narizes bem longos. Dizem que os tengu são travessos e às vezes maliciosos, com uma tendência a pregarem peças nos humanos. Embora eles desdenhem de orgulho e arrogância, eles freqüentemente são culpados por terem estes mesmos defeitos. Eles também estão associados com a arte da guerra e da política.
Os objetos freqüentemente associados aos tengu incluem o shakujo, um cajado com anéis no topo usado para magias ou combate físico; o tokin, um chapéu de formato estranho que também pode ser usado como uma taça usada para prever o futuro; e o leque hauchiwa, que pode ser feito das folhas da Arália japonesa ou de penas, e dizem que tem o poder de criar ventos fortíssimos.
Os tengu de Gensokyo são conhecidos pelo amor que têm pela fofoca e por escrever jornais. Também, de acordo com Aya, eles são grandes bebedores, páreos somente para os Oni.
Exemplos: Aya Shameimaru, Momizi Inubashiri.

 

Vampiro

Vampiros (吸血鬼) estão entre as criaturas não-humanas menos populares que vivem em Gensokyo. Eles costumam ser auto-centrados, adoram provocar os estranhos, e não são muito bons com relacionamentos. Eles têm um grande poder, mas a luz do dia os enfraquece. Na verdade, muitas coisas os enfraquecem: alho, prata, estacas de madeira, vegetais em conserva, paciência, você lhe dá o nome. Apesar de tudo isso, há uma tendência a ser difícil lidar com eles.
Muitos vampiros são membros de famílias aristocráticas ou então extremamente ricos.
Ah, e eles bebem sangue.
Vampiros são considerados um tipo de diabo ou demônio em Gensokyo. Embora hajam muitos vampiros conhecidos em ou ao redor de Gensokyo, eles aparentemente são uma raça relativamente nova.
Exemplos: Remilia Scarlet, Flandre Scarlet, Kurumi.

 

Yama

Os Yama (閻魔), também chamados de Enma (閻魔 ou えんま) no Japão, são os equivalentes budistas aos Yama Hindu. São os juizes dos mortos que decidem quem vai para onde depois da morte.
Há muitos yama, mas Shikieiki Yamaxanadu é a única em Gensokyo.
Exemplo: Shikieiki Yamaxanadu.

 

Youkai

Youkai (妖怪) é um termo associado principalmente com as criaturas folclóricas japonesas e fantasmas. O termo também pode se aplicar a qualquer coisa que seja um ser sobrenatural ou uma lenda, de qualquer cultura. Por haverem milhares de histórias de seres mágicos por todo o mundo, os diferentes tipos de youkai são infinitos. Fadas, vampiros, oni, e nekomata podem ser todos encontrados em Gensokyo. Alternativamente, é uma crença comum no Japão que depois de certo tempo, objetos e animais comuns podem ganhar vida e personalidade, tornando-se também um tipo de youkai. Em alguns casos até um humano pode se tornar youkai sob as condições certas.
Os youkai de Gensokyo tendem a viver em espaços abertos, longe de locais onde vivem os humanos. Youkai normais parecem se comportar como animais selvagens, atacando humanos que entram em seu território ou em seu campo de visão. Youkai excepcionais são menos comuns, mas eles geralmente gostam de conversar com os humanos, e são muito mais fortes do que um humano comum em Gensokyo, um contra um. Estes youkai quase sempre são humanóides na aparência, e podem ser bem imprevisíveis; amigáveis um momento, hostis no momento seguinte.
Muitos, embora não todos, youkai são conhecidos por comerem humanos de vez em quando, se não até regularmente. Muitos youkai também são muito mais fortes e vivem muito mais tempo do que um humano comum, com expectativas de vida indo a centenas de anos (ou possivelmente mais em alguns casos). Um traço comum freqüentemente visto entre os youkai é uma fraqueza a vários ataques espirituais baseados na fé, amuletos, proteções etc. Portanto, é natural em Gensokyo que sacerdotisa seja envolvida quando há algum problema causado por um youkai.
Porém, apesar do perigo que certos youkai apresentam, os humanos e os youkai podem e vivem juntos. Alguns, como Tewi Inaba, são até úteis aos humanos. Decidir se um youkai é ameaçador aos humanos ou não deve ser feito caso a caso. Aparentemente, os youkai, como as fadas, podem não morrer permanentemente; Hieda no Akyu, Reimu Hakurei e outras personagens regularmente discutem a “exterminação dos youkai”, como se fosse apenas uma medida temporária. Enquanto isso pode ser meramente um modo de falar, parece que os humanos de Gensokyo preferiam acabar completamente com muitos youkai, se eles de fato pudessem.
Exemplos (youkai normais): muitos inimigos que aparecem durante um encontro que não são contra chefes são fadas/youkai fracos.
Exemplos (youkai excepcionais): Rumia, Yukari Yakumo, Aya Shameimaru, Tewi Inaba, Alice Margatroid, etc.

 

Yuki-Onma

Uma Yuki-onma (雪女) é a palavra japonesa "para mulher da neve". Elas são um espírito ou uma youkai, associado com o inverno e as tempestades de neve. Dizem em algumas lendas que são os espíritos daquelas que morreram no frio da neve. Yuki-onma são frequentemente descritas usando um kimono branco (ou quaisquer roupas que se assemelham a tal), ou nuas, somente com seu cabelo e face em destaque. Apesar de sua beleza além do humano, elas são hostis aos humanos e os matam do nada.
Em Gensokyo, elas só aparecem no inverno e são raramente encontradas.
Exemplo: Letty Whiterock.


Outros Aspectos de Gensokyo
Clima 
Gensokyo apresenta clima temperado, com as quatro estações do ano bem definidas. A ocorrência de tufões e terremotos, comuns no Japão, parecem ser raras. Mas este clima pode sofrer alterações drásticas devido a intervenção de youkai, deuses ou desequilíbrio nos mundos em contato com Gensokyo.
Vegetação
Gensokyo possui uma flora diversificada com incontáveis especies de plantas e uma grande quantidade de flores. Provavelmente também seja possível encontrar especies extintas em nosso mundo, além de outras que só existem em Gensokyo.
Governo
Gensokyo é basicamente formada por comunidades rurais de meados do governo Meiji, quando ocorreu a unificação do governo japonês, por isso não existem senhores feudais ou políticos aqui. logo o poder é exercido, geralmente por lideres ou conselhos comunitários.
Moeda e Economia
A moeda corrente em Gensokyo é o Ien. Mas o sistema de escambo ainda continua forte, sendo usado na maioria das vezes, exceto em grandes negociações, ou quando se deseja praticidade nos negócios. Por estar completamente isolado do nosso mundo Gensokyo não possui produtos de exportação, importação, nflação e nem grandes industrias sendo a maior parte de sua economia baseada na cultura de subsistência.
Educação
Entre uma das principais mudanças da era Meiji está a obrigatoriedade do ensino fundamental que parece ser exercida apenas por humanosn enquanto youkais e Onis não são obrigados a aprender a ler, escrever ou contar. Até o agora não se teve conhecimento a respeito de nenhum personagem realmente analfabeto em Touhou. Por isso considere que Youkai e Oni são educados por seus pais, mestres, ou professores particular quando vierem de boa família.
Tecnologia
Gensokyo tem um nível tecnológico baixo, equivalente ao do Japão no século XIX. Entretanto devido a certa youkai capaz de atravessar a Barreira Hakurei é possível encontrar aparelhos eletrônicos de nosso mundo, nas mãos de algumas poucas pessoas.
Relações exteriores 
O fato de Gensokyo ser uma terra seperada do nosso mundo pela Barreira Hakurei é conhecido pelas pessoas, entretanto muitos habitantes parecem não estar interessados em ver o outro lado da barreira preferindo continuar no campo.

2 comentários:

  1. Parabéns pelo 1000º post, isso sim é algo a se comemorar ^^

    Só uma correção, o termo DIABO existe apenas para as religiões judaico-cristãs (o que não inclui a mitologia asiatica). Já o termo DEMÔNIO é mais antigo e advém exatamente da cultura asiática, que é mais antiga que ocidental. Assim sendo, é mais correto dizer que "DIABOS são um tipo de DEMÔNIO" e não o oposto.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela postagem de número 1000, mesmo que o texto me seja familiar em muitos pontos, já era um texto bom :)

    ResponderExcluir

Post urls = spam.